Comerciantes lamentam fechar lojas no Centro para visita de Obama ao Rio

Comerciantes lamentam fechar lojas no Centro para visita de Obama ao Rio

Atualizado: Quinta-feira, 17 Março de 2011 as 9:31

Proprietários de bares e restaurantes ao redor da Cinelândia, no Centro do Rio, estão chateados com o anúncio da prefeitura do Rio, que determinou o fechamento dos estabelecimentos comerciais no domingo (20). Os comerciantes esperavam aumentar os lucros com a visita e o discurso do presidente americano Barack Obama, marcado para domingo, na Cinelândia. A interdição é uma orientação da comitiva americana responsável pela viagem de Obama ao Brasil.

Nem o Amarelinho, tradicional restaurante da Cinelândia, escapou das interdições. Um dos funcionários da casa, Renato Marques conta que cancelou nesta quarta-feira (16) os 35 barris de chopp que havia encomendado. Antes do aviso oficial, ele revela que a expectativa da casa era aumentar o faturamento em até 70%. O restaurante será obrigado a baixar as portas à meia-noite de sábado (19) e só voltará a funcionar na segunda-feira (21).

Restaurante só fecha no Natal

Se a notícia foi ruim para os empresários, de certa forma agradou os funcionários. Antes, as folgas estavam suspensas, mas agora os funcionários já podem fazer planos para o dia de descanso. O Amarelinho da Cinelândia nunca havia fechado em um domingo. Os garçons contam que, desde 1921, quando foi inaugurado, o restaurante só fecha às 18 horas do dia 24 de dezembro e reabre no final da manhã do dia 25.

“Ficamos surpresos com essa medida de fechar os restaurantes e o comércio ao redor da Cinelândia. Como as pessoas vão comer ou até mesmo beber uma água? Vamos ter um grande prejuízo, já que a estimativa era vender até 35 barris de chopp, considerando que cada um deles serve até 150 tulipas, que são vendidas a R$ 4,30”, comenta Renato Marques.

Estoque de carne e chopp para Obama

O concorrente do Amarelinho, o Verdinho da Cinelândia, ainda não havia sido notificado sobre o fechamento até o início da tarde de quarta-feira (15). O gerente do local, Francisco Faria Ribeiro, conta que encomendou carne bovina, frango e barris de chopp para saciar a fome e a sede do público que vai assistir ao discurso de Obama. Com a proibição de funcionamento no domingo, os proprietários vão amargar o prejuízo de 300 quilos de frango, 200 quilos de carne e 20 barris de chopp.

“Esperamos uma movimentação de mais de 30%. Não sei o que fazer com tanta comida, caso não possamos abrir o restaurante. Mas, ainda estou na esperança de poder abrir porque eu fico no final da Cinelândia”, argumentou o gerente. A Cinelândia já foi palco de várias manifestações políticas, como a passeata das Diretas Já. Até hoje resistem no local barracas que vendem camisetas do líder Che Guevara e postos montados por sindicalistas para protestos.

Esquema de trânsito no Centro

A Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou na quarta-feira (16) o esquema de trânsito montado para o discurso do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, na Cinelândia, no Centro do Rio, no próximo domingo (20). Confira as interdições: A partir da meia-noite de quinta-feira (17)

- Rua Evaristo da Veiga entre a Rua Senador Dantas e a Avenida Rio Branco

- Avenida 13 de Maio

- Rua de serviço junto à Praça Floriano A partir das 7h de sábado (19)

- O tráfego será proibido em parte da Av. Rio Branco, entre Av. Almirante Barroso e Rua Santa Luzia

- Ruas no entorno da Cinelândia A partir das 5h de domingo (20)

- Todas as ruas transversais a Av. Rio Branco, desde a Av. Beira Mar até a Av. Presidente Vargas

- Pista lateral da Av. Presidente Vargas junto às edificações no sentido Praça da Bandeira - Candelária; entre a Avenida Passos e a Rua Uruguaiana; e entre a Rua Uruguaiana e a Av. Rio Branco.      

veja também