MENU

Comitê para fiscalizar venda de botijões de gás é criado em Campinas

Comitê para fiscalizar venda de botijões de gás é criado em Campinas

Atualizado: Terça-feira, 30 Novembro de 2010 as 8:26

A Agência Nacional de Petróleo (ANP) e o sindicato das distribuidoras de gás criaram em Campinas, a 93 km de São Paulo, um comitê para combater a venda irregular de botijões de gás de cozinha. O órgão será responsável pela fiscalização do comércio em todo o estado.

Representantes do Ministério Público, Procon, Corpo de Bombeiros e prefeituras integram o comitê. O objetivo é intensificar a fiscalização e eliminar o risco de acidentes em depósitos irregulares de botijões, que só podem ser comercializados em espaços autorizados.

A fiscalização vai começar orientando os comerciantes que fazem venda irregular sobre os riscos de vazamentos e explosões.

Para tirar dúvidas ou denunciar a venda clandestina de gás de cozinha é possível ligar para a ANP no número 0800 070 0267. Pelo telefone é possível saber se o local procurado é um ponto oficial de venda.

Segundo estimativas, existem no Estado de São Paulo 16 mil pontos clandestinos de venda de gás, que não respeitam as normas de segurança.

“Você não compra carne na farmácia, não compra remédio no açougue. A mesma coisa se aplica ao gás. Você não deve confiar nos botijões que ficam na calçada. Gás tem que ser armazenado de uma forma segura. Então não compre gás em mercearias, açougues. Denuncie”, explicou Sérgio Bandeira de Mello, presidente do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás).    

veja também