MENU

Confira números curiosos sobre o segundo turno da eleição

Confira números curiosos sobre o segundo turno da eleição

Atualizado: Quarta-feira, 3 Novembro de 2010 as 9:07

O resultado da votação do último domingo (31) definiu o futuro do país pelo próximo quatro anos. Confira abaixo alguns dados curiosos sobre a disputa, com base em dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Votos de Marina

A presidente eleita Dilma Rousseff só ganhou em sete das 19 cidades em que Marina Silva (PV) foi líder no 1º turno. Em todas as outras, o adversário José Serra (PSDB) saiu vitorioso.

A decisão de Marina de declarar neutralidade no segundo turno da eleição presidencial fez com que os colégios que deram a ela a vitória em 3 de outubro tivessem uma disputa acirrada.

Palanques com Lula

A presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em comícios da ex-candidata e presidente eleita não foi garantia de vitória do PT nas cidades que receberam os atos políticos.

Desde o início oficial da campanha presidencial, em julho, Lula e Dilma subiram juntos em palanques em 25 municípios. Dilma venceu a votação do segundo turno em 15 dessas cidades.

Distribuição entre partidos

Governadores de oito partidos foram eleitos em 2006, contra de seis partidos em 2010. Infográfico mostra comparação da distribuição do Brasil entre os partidos e indica quem cada governador eleito apoiou nas campanhas eleitorais de 2006 e de 2010.

Cidades com mais de 200 mil habitantes

Nas 80 cidades do país com mais de 200 mil eleitores, a presidente eleita Dilma Rousseff e o candidato derrotado José Serra tiveram desempenhos diferentes da média dos votos obtidos no país.

Cada um dos candidatos ganhou em metade das 80 cidades. Melhor resultado de Dilma foi em Manaus, e de Serra, em Londrina.

Resultado quase igual

Quatro cidades tiveram resultado na eleição quase igual ao quadro nacional. No quadro nacional, Dilma Rousseff aparece com 56,05% dos votos. Em Maçambará (RS), petista obteve 56,04%. Em Diorama (GO), 56,06%.

Norte e Nordeste

A sensação de que a petista Dilma Rousseff foi eleita apenas em razão da vantagem aplicada nas regiões Norte e Nordeste é falsa. Levantamento com base nos dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) revela que ela ganharia a eleição mesmo se fossem computados apenas os votos do Sudeste, do Sul e do Centro-Oeste.

AM, AP, MA e PE

O mapa do voto neste segundo turno revelou que José Serra não conseguiu vencer a petista Dilma Rousseff, eleita presidente, em nenhuma cidade de quatro estados do país (Amazonas, Maranhão, Amapá e Pernambuco).

Além disso, Serra só saiu vitorioso em uma cidade do Ceará (Viçosa do Ceará), por menos de mil votos, e em duas do Piauí (Uuruçuí e Tamboril do Piauí). Na última, a diferença foi de apenas 18 votos.

Diferença entre candidatos

Dilma venceu Serra com diferença de mais de 93% na cidade de Calumbi (PE). Fora do país, petista teve quase todos os votos em Havana, Cuba. Em uma cidade do Mato Grosso do Sul, Dilma venceu por apenas um voto.

Abstenções

Com 99,70% dos votos apurados, a abstenção no segundo turno da eleição presidencial deste ano chega a 21,47%, maior índice registrado desde 1989, quando o Brasil voltou a eleger seu governante de forma direta, segundo o TSE.

Em 2006, quando Luiz Inácio Lula da Silva (PT) derrotou o tucano Geraldo Alckmin, 18,99% dos eleitores não compareceram para votar no segundo turno.

veja também