MENU

Conflito entre polícia e criminosos deixa 7 mortos no Jacarezinho

Conflito entre polícia e criminosos deixa 7 mortos no Jacarezinho

Atualizado: Quinta-feira, 25 Novembro de 2010 as 2:53

Subiu para 7 o número de mortos na operação da Polícia Civil na favela do Jacarezinho, no subúrbio do Rio. Desde o início desta quinta-feira (25), cerca de 200 agentes de diversas delegacias especializadas no combate às drogas, armas, cargas e veículos roubados ocupam a comunidade.

A assessoria de comunicação da Polícia Civil não informou se entre as vítimas há moradores da favela ou policiais. Os agentes também apreenderam armas escondidas no Jacarezinho. Policiais militares do 3º BPM (Méier) fazem patrulhamento nas imediações.

Blindados na Vila Cruzeiro

Os veículos blindados da Marinha que reforçam as equipes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) vão servir apenas para o transporte de policiais na megaoperação que acontece nesta quinta-feira (25), na Vila Cruzeiro. Policiais já começaram a desembarcar na comunidade.

Segundo a polícia, pelo menos 150 policiais do Bope estão no local e os fuzileiros não vão atuar no combate direto.  Na quarta-feira, um caveirão teve três pneus furados em uma barricada do tráfico.

"É a primeira vez que ao Bope utiliza este tipo de força em uma operação no Rio", afirmou o comandante do Bope  Paulo Henrique Moraes.

Escolas e avenida fechadas

Sete escolas e uma creche foram fechadas na manhã desta quinta-feira (25) na Vila Cruzeiro. A Avenida Brás de Pina está fechada na altura do Hospital Getúlio Vargas, próximo ao local.

Das unidades de educação, apenas uma é estadual. No entanto, segundo a Secretaria estadual de Educação, outras três escolas estaduais estão  fechadas por conta da onda de violência, em Manguinhos, Madureira e Bonsucesso. Só no município, são mais de 12 mil alunos sem aulas.Hospital tem emergência reforçada.

A Secretaria estadual de Saúde informou que reforçou o atendimento nesta quinta-feira (25) na emergência do Hospital Getúlio Vargas, na Penha. Médicos do Corpo de Bombeiros foram deslocados para a unidade para atender os possíveis feridos da operação policial que acontece na região.

Segundo a secretaria, desde a última quarta-feira (24), 21 pessoas que estariam na comunidade durante o confronto entre a polícia e os criminosos chegaram feridas ao hospital. Dessas, quatro morreram e três continuam internadas na unidade. Além dessas vítimas, a Polícia Militar confirma 23 mortos em operações na cidade desde segunda-feira (22).

Ataques desta quinta-feira (25)

Bombeiros foram acionados nesta manhã para conter as chamas de um ônibus na Rua Caxambu, perto da estação do metrô de Irajá, e de outro na Rua Guiraréia, ambas no bairro de Rocha Miranda, no subúrbio do Rio. Eles chegaram a confirmar os dois veículos incendiados, mas, ao chegarem à Rua Guiraréia, os bombeiros encontraram apenas pneus em chamas, e não um ônibus.

Policiais do 9º BPM (Rocha Miranda) ainda não confirmaram se os incêndios foram criminosos ou não. Não há informações sobre vítimas.    

veja também