MENU

Congresso Nacional homenageia Gilmar Mendes e Asfor Rocha

Congresso Nacional homenageia Gilmar Mendes e Asfor Rocha

Atualizado: Quarta-feira, 1 Dezembro de 2010 as 4

Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal, e Francisco Cesar Asfor Rocha, ministro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) foram agraciados nesta quarta-feira (1º) com a Comenda da Ordem do Congresso Nacional, no grau de Grã-Cruz.

A comenda, criada em 1972 para homenagear pessoas e instituições nacionais ou estrangeiras que se tenham tornado dignas do especial reconhecimento do Poder Legislativo do Brasil, foi concedida pelo presidente do Senado, José Sarney, durante solenidade realizada na Sala de Audiências da presidência.

- Trata-se de uma cerimônia muito simples, mas que tem um significado muito grande. A ordem do Congresso Nacional é dada com muita parcimônia para figuras eminentes. Durante os mandatos dos Ministros Gilmar Mendes e Cesar Asfor Rocha à frente do STF e do STJ tivemos o privilégio desta harmonia entre o Poder Legislativo e o Poder Judiciário ter sido uma constante, engrandecendo o regime democrático, disse Sarney, que é também Grão-Mestre da Ordem.

Michel Temer, presidente da Câmara e chanceler da Ordem também chamou a atenção para a harmonia entre os poderes principalmente a partir da publicação da Constituição Federal de 1988.

- Havia uma dissonância entre as instituições. A partir de 1988, passamos a observar consonância. Isso se deve muito a integração entre os poderes, assinalou Temer.

Ao agradecer a comenda,Gilmar Mendes, afirmou que a cooperação entre o Executivo, o Legislativo e Judiciário contribui para o período de estabilidade política que vive o país.

- Completamos 22 anos de normalidade constitucional, maior período desde a proclamação da República, lembrou.

O ministro do STJ, Asfor Rocha, também elogiou a integração entre os poderes e destacou que a homenagem recebida representa o trabalho realizado à frente da instituição.

- Sei que está homenagem é dirigida a minha pessoa, mas também dirigida ao STJ e ao trabalho realizado por todos os meus colegas.

veja também