MENU

Conheça os candidatos a governador do Rio

Conheça os candidatos a governador do Rio

Atualizado: Quarta-feira, 7 Julho de 2010 as 9:11

A propaganda eleitoral está liberada a partir desta terça-feira (6) nas ruas e na internet. No Rio de Janeiro, seis candidatos concorrem ao governo. O governador Sérgio Cabral (PMDB) concorre à reeleição. Faltando três meses para as eleições, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) se mobiliza para coibir o abuso do poder político e econômico.

A propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão começa no dia 17 de agosto. O prazo de inscrição para as eleições deste ano terminou na segunda-feira (5).

O governador Sérgio Cabral é apoiado por 16 partidos. Ele foi deputado três vezes e ocupou a presidência da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), antes de ser eleito senador. Ele é governador do Rio desde 2007. Cabral declarou ter um patrimônio de R$ 843 mil e prevê gastos de R$ 25 milhões na campanha.

O jornalista, escritor e deputado federal Fernando Gabeira concorre pelo PV. Ele participou da luta armada contra a ditadura e retornou ao país com a lei da anistia. Gabeira já foi candidato a governador, prefeito e presidente da república. Ele é apoiado por quatro partidos e declarou patrimônio de R$ 58.900 mil e também prevê gastos de R$ 25 milhões.

Fernando Peregrino é o candidato do PR. Presidente do Instituto Republicano do PR, Peregrino é engenheiro e foi secretário estadual de Ciência e Tecnologia, além de chefe de gabinete da ex-governadora Rosinha Garotinho. Apoiado por dois partidos, ele declarou patrimônio de R$ 83 mil e prevê gastar na campanha no máximo R$ 5 milhões.

O PSOL será representado por Jefferson Moura. Mestre em política social pela Uerj, sociólogo e administrador hospitalar, é funcionário concursado do Tribunal de Contas do estado há mais de 15 anos. Ele declarou patrimônio de R$ 250 mil e gastos em campanha de R$ 500 mil.

Também concorre ao governo, pelo PCB, Eduardo Serra, que é professor da Ufrj e engenheiro de produção. Pelo PSTU, Cyro Garcia, ex-presidente do Sindicato dos Bancários do Rio, participa pela oitava vez de uma eleição.

Novas regras

As regras mudaram para as eleições deste ano. A campanha vai ter novidades autorizadas pela Justiça Eleitoral. Entre elas, o uso maior da internet.

"O que é permitido é o uso dos sites, de relacionamento, dos blogues. Não há nenhum tipo de restrição. A restrição que existe é exatamente a utilização de sites de pessoas jurídicas, de sites pagos", disse Luiz Márcio Pereira, coordenador de propaganda e fiscalização do TRE.

Outra novidade é a autorização para que objetos, como placas e bonecos, possam ser instalados nas vias públicas, desde que não comprometam a circulação de pessoas e veículos. Também já estão autorizados os comícios e carreatas e a panfletagem, desde que fora de locais como clubes, cinemas e igrejas.

A Justiça Eleitoral proíbe, no entanto, a utilização de outdoors para campanha e a distribuição de brindes. Faixas e galhardetes só podem ser colocados em imóveis privados, e de modo algum em viadutos, postes e passarelas.

"A população deve nos auxiliar, denunciando, e as fiscalizações nos municípios atuarão para coibir essas práticas", explicou Luiz Márcio Pereira.

O juiz do TRE disse que as forças de segurança federais e estaduais já trabalham em conjunto com a Justiça Eleitoral para reprimir a interferência de milicianos e traficantes nas eleições. Irregularidades na campanha podem ser feitas pelo telefone 2533-9797.

veja também