MENU

Conjunto de Favelas do Alemão entra no roteiro de pontos turísticos

Conjunto de Favelas do Alemão entra no roteiro de pontos turísticos

Atualizado: Segunda-feira, 3 Janeiro de 2011 as 8:53

Muitos turistas que vieram ao Rio para o réveillon aproveitaram o fim de semana para passear pelos pontos turísticos da cidade. A novidade este ano é o Conjunto de Favelas do Alemão, na Zona Norte, que, com o policiamento reforçado, passou a fazer parte do roteiro de visitas. Em Copacabana, na Zona Sul, nem o clima encoberto tirou a empolgação de quem aproveitava os últimos dias de folga.

Segundo a Riotur, a cidade recebeu mais de 600 mil turistas, que gastaram R$ 790 milhões.

Na Urca, Zona Sul da cidade, a fila para conhecer o Pão de Açúcar era grande. "Fiquei mais de uma hora pra conseguir entrar, fora as filas dos outros pavimentos também. Mas valeu a pena, é muito bonito", conta o advogado Eduardo Mateus.

O passeio no Corcovado também atraiu uma multidão. E, no primeiro domingo de 2011, quem veio passar as festas de fim de ano na cidade aproveitou para passear pelo mais novo ponto turístico: o Conjunto de Favelas do Alemão.

O local impressionou quem esteve no local no fim de semana. "Olha que lindo, olha isso aqui", dizia impressionada uma turista.

"É importante que venham realmente, que conheçam a nossa realidade. O morador precisa ter a consciência e saber aproveitar esse momento, que é um momento de crescimento", explica Bete Silva, moradora do Alemão.

Uma carioca que há 5 anos vive na Itália tem agora mais motivos para mostrar lá fora as maravilhas da sua cidade. "Agora eu vou fazer foto, vou mostrar pra todo mundo que o meu país, agora, está se tornando um país mais livre do que já era. Pode vir, visitar, entrar na favela, na comunidade, conhecer", diz Marta.

O marido de Marta, Bruno, que é italiano, se encantou com as construções. Disse estar muito contente e classificou a visita como uma bela experiência.

As casas no morro também chamaram a atenção do angolano Leandro Pompílio. "As favelas são famosas no mundo todo, né? Então, estar realmente dentro de uma favela é algo bastante impressionante e bastante emocionante", explica.

veja também