MENU

Conselheira diz que crianças que invadiram hotel haviam cheirado tíner

Conselheira diz que crianças que invadiram hotel haviam cheirado tíner

Atualizado: Terça-feira, 23 Agosto de 2011 as 2:33

Crianças se trancaram em sala e depredaram Conselho Tutelar (Foto: Juliana Cardilli/G1)

  A conselheira tutelar Flávia de Almeida, que trabalha na unidade da Vila Mariana, Zona Sul de São Paulo, disse nesta terça-feira (23) que as crianças que invadiram um hotel e depredaram o Conselho Tutelar nesta segunda-feira (22) haviam cheirado tíner. O grupo de sete meninos e meninas foi recolhido após tentar furtar o celular de uma camareira. Ao saberem que seriam levados para abrigos, eles se revoltaram e começaram a depredar o conselho.     “Nós não conhecíamos, nos nunca havíamos visto essas crianças. Infelizmente, deu para nós percebermos que essas crianças acabam se agredindo até mesmo por comida, elas não sabem dividir, são crianças que infelizmente quando chegaram aqui estavam muito drogadas. Segundo eles, teriam cheirado muito tíner”, afirmou a conselheira. “Quando eles chegaram nós conseguimos contê-los. A partir do momento que falamos seriam acolhidos, porém dois em um abrigo, um no outro, eles se revoltaram porque todos queriam estar no mesmo abrigo.”

As crianças jogaram papéis no chão, retiraram objetos de prateleiras, se trancaram em uma sala e chegaram a desligar o disjuntor, deixando o conselho sem luz. “A gente ficou com receio daquilo que pudesse acontecer devido ao estágio que estavam essas crianças. Nós tentamos o tempo inteiro conversar para que todos ficassem calmos. Infelizmente não foi possível. Mas essas crianças precisam muito de um tratamento”, afirmou Flávia.

Segundo a conselheira, todas as sete crianças tinham perfil de internação, ou seja, deveriam ser encaminhadas para a Fundação Casa. Entretanto, isso só foi feito com duas – que foram identificadas como tendo 12 anos, idade mínima para a ida para a fundação. “Infelizmente o estágio em que eles estavam era perfil de internação. Isso deu para comprovar aqui dentro, pela violência, dentro da delegacia.” As outras cinco crianças foram levadas para dois abrigos.

Nesta manhã, o conselho permaneceu fechado por orientação da polícia. Foi feita uma perícia no local. Funcionários da Prefeitura também foram para o conselho para arrumar computadores. Na parte da tarde, uma equipe da Prefeitura irá ao imóvel para fazer a limpeza. As conselheiras já haviam recolhido alguns documentos importantes, mas muitos papéis ainda estavam espalhados pelo chão.

Delito

As crianças foram levadas para o Conselho Tutelar depois que tentaram furtar o celular de uma camareira em um hotel da Vila Mariana. Câmeras de segurança do hotel registraram a ação dos menores. Eles entraram no prédio em grupo. Os dois garotos e as cinco garotas invadiram o Hotel Estação Paraíso enquanto a camareira Maria Monica Alves, de 49 anos, estava nos fundos do estabelecimento. Ao ouvir gritos de crianças, ela retornou à entrada e encontrou o grupo com o celular dela nas mãos. "Eu voltei correndo e vi que eles pegaram meu celular", contou.

As imagens mostram o momento em que eles tentam fugir, mas acabam trancados dentro do hotel. As crianças que estavam do lado de fora tentam, então, abrir a porta.

Conselho permanecia com papéis no chão na manhã desta terça (Foto: Juliana Cardilli/G1)        

veja também