MENU

Conselho de Medicina vai apurar morte de mulher após lipoaspiração

Conselho de Medicina vai apurar morte de mulher após lipoaspiração

Atualizado: Terça-feira, 22 Junho de 2010 as 11:54

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) abriu sindicância nesta segunda-feira (21) para investigar as circunstâncias da morte de uma assistente de palco após três procedimentos estéticos. A funcionária do SBT Maria Nilda Oliveira Silva, 40 anos, realizou uma lipoaspiração e um implante de silicone na sexta-feira (18), no Hospital Panamericano, em São Paulo. Ela teria também se submetido a uma outra intervenção que não foi revelada pelo hospital.

Segundo a assessoria de imprensa do Panamericano, tudo correu bem e não houve problema nem durante nem após as primeiras horas da cirurgia. Na manhã de sábado (19), o médico responsável pelo procedimento visitou a paciente no quarto e teria constatado que estava tudo bem e lhe deu alta.

Em seguida, Maria Nilda começou a passar mal ainda no hospital. Pelo menos quatro médicos socorreram a vítima. Ela foi encaminhada à UTI, onde morreu às 15h30 de sábado.

O médico que realizou a cirurgia solicitou um laudo ao Serviço de Verificação de Óbitos (SVO), que deve ficar pronto em 30 dias. A suspeita é que ela tenha tido uma embolia pulmonar. O Hospital Panamericano afirma nunca ter registrado qualquer reclamação contra o médico.

veja também