MENU

Contran cria nova lei para quem trabalha com motos

Contran cria nova lei para quem trabalha com motos

Atualizado: Segunda-feira, 5 Julho de 2010 as 9:38

No final do ano vai passar a valer uma nova resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) para os motoboys e mototaxistas. Mas alguns itens serão obrigatórios para todos os que usam motos no trabalho, no lazer, ou no dia a dia.

A frota de motos vem crescendo no Rio e o número de acidentes também. De acordo com o Corpo de Bombeiros, somente este ano foram quase quatro mil acidentes com motos no Rio; uma média de 21 acidentes por dia. E as principais vítimas são as pessoas que trabalham com motos.

Para reduzir os números de acidentes, a resolução da Contran, que começa a valer a partir de 15 de dezembro, cria normas para esses profissionais, como o curso obrigatório que todo motociclista terá de fazer. A diretora de habilitação do Dentran-RJ, Beatriz Diniz, explica:

“A partir do dia 15 de dezembro, todo motofretista ou mototaxista vai ter de se submeter a um curso especializado de 30 horas, sendo 25 horas de aulas teóricas e módulos de cinco horas cada, específicos para fretistas e taxistas, e mais cinco horas de aulas práticas de pilotagem.”

Todos terão de passar pelo curso, inclusive quem já trabalha com moto, segundo a diretora do Detran. Para ingressar no curso, o motociclista tem de ter 21 anos, estar habilitado na categoria A há pelo menos dois anos, não estar com o direito de dirigir suspenso ou cassado nem ter nenhum impedimento judicial.

A diretora informa que nesses seis meses que faltam até o início da nova lei é para que os motociclistas possam se programar para se submeter ao curso, obter o mínimo de 70% de acertos e estar apto para exercer a atividade no trânsito.

veja também