MENU

Copa e Olimpíadas aumentarão demanda por profissionais bilíngues

Copa e Olimpíadas aumentarão demanda por profissionais bilíngues

Atualizado: Segunda-feira, 11 Janeiro de 2010 as 12

Ter conhecimento em inglês e espanhol já é considerado um diferencial no mercado de trabalho e a procura por profissionais com fluência nesses idiomas aumentará, devido aos eventos esportivos que acontecerão no País em 2014 e 2016: a Copa do Mundo e as Olimpíadas.

A expectativa é positiva no CNA, que não tem um número previsto para aumento de matrículas, mas que está confiante em uma maior quantidade de alunos.

''Nós acompanhamos o mercado e sabemos que houve uma 'empolgação' momentânea para se matricular nos cursos de inglês quando foi anunciado que o Brasil seria a sede dos eventos esportivos, mas haverá uma baixa na curva de crescimento e, mais próximo das datas, a busca aumentará novamente. Faz parte da nossa cultura sempre deixarmos para a última hora'', afirmou o diretor da Educação do CNA, Marcelo Barros.

Aprendizado

Os interessados em apreender novos idiomas devem começar a estudar o quanto antes, já que, em média, os cursos de extensão, do básico até o avançado, duram cinco anos e, na data dos eventos, os alunos estarão em um nível avançado.

O conhecimento de outro idioma é importante para facilitar a busca por emprego ou até mesmo para resolver alguma situação ocasionada pela Copa ou Olimpíadas no seu ambiente de trabalho e no seu cotidiano.

Para os retardatários

Quem deixar para aprender em cima da hora poderá encontrar cursos especializados com curta duração. Estes cursos com cargas horárias reduzidas serão especializados em atividades que ocorrerão durante o período dos eventos. O CNA, por exemplo, lançará em 2011 um curso com 40 horas semanais que ajudará os profissionais retardatários a se comunicar durante a Copa e as Olimpíadas.

''Aprendizado de línguas é mais parecido com uma maratona do que com uma corrida de 100 metros. Não existe milagre no ensino de línguas. Mas estamos preparando um curso que ajudará em determinadas situações, como no atendimento no aeroporto, na parte de telefonia, em um restaurante'', explicou Barros.

veja também