MENU

Corintianos fazem vaquinha para turbinar câmera que fiscaliza estádio

Corintianos fazem vaquinha para turbinar câmera que fiscaliza estádio

Atualizado: Sexta-feira, 21 Outubro de 2011 as 8:52

Câmera nova utilizada para captar imagens do estádio do Corinthians (Foto: Roney Domingos/ G1)   Criado em julho pelo estudante Pedro Lima Salomão, de 15 anos, o blog Itaquerão ao Vivo - que acompanha em tempo real as obras do estádio do Corinthians, em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo - transformou-se em site com o mesmo nome, ganhou câmera nova mais potente e já armazena 220 gigas de imagens da construção. Tudo graças a uma "vaquinha" realizada por frequentadores da página. Na tarde de quinta-feira (20), durante o anúncio pela Fifa de que São Paulo sediará a abertura da Copa do Mundo de 2014, cerca de 200 frequentadores do chat hospedado no site entraram no ar para comemorar.

"Fiquei feliz que seja aqui", afirmou Pedro. "De certa forma, a gente já sabia", disse o webdesigner César Carlos Souza, de 37 anos, encarregado de operar os equipamentos que transmitem para corintianos em vários países as imagens do estádio. "Muita gente entrou para ver. A gente comemorou com eles aqui", afirmou. O chat é moderado por frequentadores selecionados, encarregados de evitar abusos.

Financiada no início apenas pelo pai de Pedro, o engenheiro civil Reinaldo Pelaes, de 42 anos, a central de monitoramento do estádio do Corinthians conquistou internautas no Brasil e em outros 23 países, entre os quais Estados Unidos, Japão, Portugal, Argentina, Espanha e até Finlândia.

Souza, Pedro e Reinaldo: a equipe que acompanha obras do estádio (Foto: Roney Domingos/ G1)  

Parte dos frequentadores brasileiros do chat fez uma vaquinha online para ajudar a trocar a velha câmera de segurança (fixa, com alcançe de apenas 15 metros) por uma câmera de maior resolução, capaz de aproximar as imagens e de girar para obter imagens de ângulos diversos. A câmera antiga, que usava o fundo de uma garrafa PET como parte de sua base de apoio, agora repousa na estante onde estão instalados os computadores e monitores utilizados pela equipe.

Todas as imagens estão sendo armazenadas, mas apenas durante o dia. "A gente está gravando. O que vai ser feito depois ainda não sabemos", afirmou Pelaes, para quem as obras seguem em ritmo bom. "Vai mudar a região como um todo."

A família mora em um sobrado localizado em um morro que fica de frente para o imenso terreno onde antes ficava um centro de treinamento do Corinthians e que agora recebe as obras de preparação para a construção do tão sonhado estádio alvinegro.

Vista da câmera do antigo blog  (agora site) que transmitia os trabalhos de

 construção do estádio do Corinthians em Itaquera (Foto: Marcelo Mora/G1)        

veja também