MENU

Corpo de jogador do Corinthians é velado em Osasco

Corpo de jogador do Corinthians é velado em Osasco

Atualizado: Segunda-feira, 7 Fevereiro de 2011 as 9:02

O corpo do meia atacante do América e ex-Corinthians, William Morais, de 19 anos, está sendo velado desde a madrugada desta segunda-feira (7) no Cemitério Bela Vista, em Osasco, na Grande São Paulo. Ele foi assassinado na madrugada de domingo (6) em Belo Horizonte, durante uma tentativa de assalto. O enterro está previsto para às 16h, no cemitério Santo Antônio, também em Osasco

Nesta madrugada, alguns jogadores do Corinthians, como Dentinho, Jorge Henrique, Chicão e Alessandro, foram se despedir do colega. Amigos que cresceram com o atleta no bairro São Pedro, em Osasco, também estiveram no local. Inicialmente, William seria velado no cemitério Santo Antônio, mas, por falta de espaço, o velório foi mudado.  

De acordo com a nota oficial, o América-MG decretou luto por três dias pelo falecimento do atleta. Além disso, o clube confirmou que se mobilizará para ajudar a família de William.

O crime 

Por volta de 1h de domingo, William saiu do sítio, na região da Pampulha, onde participava de uma comemoração, para conversar com uma das convidadas da festa. Em depoimento prestado na delegacia, a mulher contou que foi buscar uma bolsa no carro junto com uma amiga quando o jogador chegou. Ela conversou com a vítima durante alguns minutos.

Os dois ficaram escorados do lado de fora do veículo, que estava estacionado em uma esquina a cerca de 30 metros da entrada do sítio. Três homens se aproximaram e anunciaram o assalto. Um dos ladrões tentou arrancar uma corrente de prata que estava no pescoço de William. Segundo as duas mulheres que presenciaram o crime, o jogador se assustou e correu em direção ao local onde acontecia a festa.

Nesse momento, um dos assaltantes, de 18 anos, teria sacado uma arma e disparou contra William. A bala atingiu as costas do jogador, na altura do tórax, e a vítima caiu na porta do sítio. Os três ladrões fugiram sem levar nada. Uma viatura do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou a ir ao local, mas o meia-atacante já estava morto.

A PM conseguiu localizar os três suspeitos com a ajuda das duas testemunhas que presenciaram o crime. As mulheres reconheceram o jovem de 18 anos através de um álbum de fotos de criminosos da região. Com o material em mãos, policiais conseguiram levantar o endereço do rapaz.    

veja também