MENU

Corpo de mineira morta em Brighton -EUA será velado nesta sexta em MG

Corpo de mineira morta em Brighton -EUA será velado nesta sexta em MG

Atualizado: Quinta-feira, 29 Setembro de 2011 as 2:37

O corpo de uma mineira morta nos Estados Unidos será velado em Sobrália, no Vale do Rio Doce de Minas Gerais, nesta sexta-feira (30). Edinalva Ferreira da Silva, de 27 anos, foi encontrada morta em Brighton, Massachusetts, no dia 21 de setembro e, segundo o Itamaraty, o corpo estava em estado avançado de decomposição.A suspeita é que o corpo tenha ficado 15 dias dentro da casa.   Este é o segundo caso de assassinatos de mulheres mineiras nos Estados Unidos em um mês. A polícia investiga a morte de Patrícia Fróes, natural de Frei Inocêncio, na Região Leste de Minas Gerais. Patrícia foi morta a facadas no prédio onde morava na cidade de Marshfield, no estado de Massachusetts, quando voltava de uma festa nesta segunda-feira (26). De acordo com a polícia, o ex-marido da vítima, que também é de Minas Gerais, é suspeito do crime.

A polícia norte-americana informou ao consulado brasileiro que a morte de Edinalva foi por espancamento e traumatismo craniano, e teria acontecido por volta do dia 3 de setembro. O Itamaraty informou ainda que o suspeito da morte é o marido da vítima, que morava com ela e veio para o Brasil próximo ao dia em que a mulher teria sido morta.

O pai de Edinalva, Jandir Ferreira da Silva, pede justiça pela morte da filha. "Eu quero justiça, dentro da lei. Justiça tem. Eu quero é ver ela aplicada. Não posso deixar minha filha sem justiça”, disse.

Silva conta que a filha morava nos Estados Unidos há seis anos e sete meses. Ela entrou clandestinamente no país e trabalhava como diarista para juntar dinheiro. “Minha filha tinha a intenção de voltar. Ela ia voltar em setembro do ano que vem. Já estava preparando a volta”, contou. “É a minha caçula, muito batalhadora, trabalhadeira”, completou. O pai disse que parentes próximos cuidam da documentação para o traslado do corpo para Minas Gerais.

Um sobrinho dele apresentou Edinalva ao marido, nos Estados Unidos, e ele parecia ser “um moço bom”. “Não conhecia ele não, só por telefone e foto. Vi as filmagens do casamento deles”. O marido está morando em Sobrália, há dois minutos da casa da família de Edinalva, segundo Silva. O pai conta que ele saiu dos Estados Unidos no dia 5 de setembro e chegou à cidade no dia 6. Segundo os familiares que moram naquele país relataram, Edinalva foi morta do dia 4 para o dia 5. “Tinha resto de comida em um prato perto da cama, e um copo que parecia ter refrigerante”, disse Jandir Silva.

Silva contou, ainda, que preparou um churrasco para receber o genro, e que ainda não sabia da morte da filha até então. Para o sogro, ele contou que deixou a mulher viva e bem. O marido, ainda segundo pai, assinou a documentação para a liberação do corpo.

O corpo de Edinalva vai ser velado na casa dos pais, nesta sexta-feira (30), e enterrado no cemitério da cidade.          

veja também