MENU

Corpo do comentarista esportivo Luiz Mendes é enterrado no Rio

Corpo do comentarista esportivo Luiz Mendes é enterrado no Rio

Atualizado: Sexta-feira, 28 Outubro de 2011 as 1:53

Sob aplausos, o corpo do comentarista esportivo Luiz Mendes foi enterrado na manhã sexta-feira (28), no Cemitério São João Batista, em Botafogo, na Zona Sul do Rio.

Luiz Mendes morreu na manhã de quinta-feira (27), aos 87 anos, após complicações decorrentes de uma leucemia linfocítica crônica, como informou a assessoria do Hospital São Lucas, em Copacabana, na Zona Sul do Rio, onde estava internado desde o  dia 18 de outubro, no Centro de Tratamento Intensivo (CTI).

Ele foi sepultado ao lado de outro jornalista, que era um amigo de longa dara de Luiz: Armando Nogueira.

“Um sujeito que deixou para a gente um legado do que é ter equilíbrio emocional até nas horas mais difíceis que a gente encontrava”, disse o narrador José Carlos Araújo.

Nos últimos tempos, ele não podia mais andar e fazia os comentários, ao vivo , direto de casa. Trabalhou assim até setembro. Luiz Mendes era casado há mais de 60 anos com a atriz Dayse Lúcidi.

"O Luiz viveu essa vida esplendorosa dele, como comentarista, como pessoa do ramo, sobretudo como amigo", disse ela, após o enterro.

Carreira

O radialista narrou fatos marcantes da história do futebol brasileiro, como a final da Copa de 1950, no Rio, quando o Brasil perdeu a final para o Uruguai, no episódio que ficou conhecido por "Maracanazo", e a Copa do Mundo de 1958, a primeira das cinco conquistadas pela seleção brasileira, na Suécia.

Na quinta-feira (27), a Rádio Globo prestou uma homenagem ao radialista, com uma seleção de áudios de Luiz Mendes , que pode ser ouvida na internet. O site da rádio ressaltou ainda que, em mais de 70 anos de profissão, Luiz Mendes foi o único brasileiro a narrar a final de Copa do Mundo de 1954, na Suíça.

Vida dedicada ao jornalismo esportivo

No livro "Minha gente - Luiz Mendes, o mestre da crônica esportiva do Brasil" (editora 7 Letras), a jornalista Ana Maria Pires narra a trajetória do radialista em 70 anos de carreira, desde o início como locutor de um serviço de auto-falante na cidade de Ijuí (RS), passando pela contratação pela Rádio Globo do Rio, no final de 1944, o casamento com a atriz Daisy Lúcidi, uma estrela das radionovelas nos anos 50, e suas experiências de cobertura 'in loco" de 13 copas do mundo de futebol.

Além da Rádio Globo, Luiz Mendes trabalhou também na Rádio Farroupilha,TV Rio, TV Globo, Rádio Continental, TV Educativa e TV Tupi e escreveu quatro livros sobre futebol: "As Táticas do Futebol Brasileiro - Da Pelada à Pelé (1963), "As Táticas do Futebol (Antigas e Atuais) (1979),  "Futebol Regras e Táticas (1979) e "Sete (7) Mil Horas de Futebol" (1999).        

veja também