MENU

Corregedor da Câmara foi escudeiro de Severino

Corregedor da Câmara foi escudeiro de Severino

Atualizado: Quinta-feira, 3 Fevereiro de 2011 as 12:19

Uma cria política de Severino Cavalcanti é o novo corregedor da Câmara dos Deputados. Eleito na terça-feira (1º) para o cargo, o deputado Eduardo da Fonte (PP-PE), conhecido como Dudu, entrou na política como assessor de Severino, que renunciou à presidência da Casa em 2005 em meio a um escândalo de pagamento de propina.

O novo corregedor emprega em seu gabinete a funcionária Gabriela Kênia Martins. Ela também trabalhou para Severino e ficou conhecida por receber, nominalmente, um cheque de R$ 7,5 mil do chamado "mensalinho" pago ao ex-patrão por Sebastião Buani, dono de um restaurante contratado pela Câmara na época.

Eduardo da Fonte, de 38 anos, era um fiel escudeiro de Severino quando estourou o escândalo. Foi lotado na assessoria entre março e outubro de 2005. Era sempre visto ao lado do deputado, carregando pastas e papéis. Após a crise em torno do chefe, decidiu se aventurar sozinho pela primeira vez nas urnas. Foi eleito deputado federal em 2006 e reeleito em 2010, com 330 mil votos.

Presidiu a CPI da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) e, anteontem, foi escolhido segundo vice-presidente da Câmara, cargo que acumula, entre outras funções, a corregedoria. Cabe ao corregedor fiscalizar e investigar possíveis irregularidades cometidas pelos parlamentares. Fonte sucede a ACM Neto (DEM-BA).

Procurado, o deputado disse que cumprirá o regimento na função de corregedor.

- Serei rigoroso.

Ele minimiza a relação com Severino.

- Trabalhei com ele, mas depois o derrotei em 2006 nas urnas e hoje temos uma relação boa.

Em relação à contratação da assessora Gabriela Martins, ex-funcionária de Severino, o deputado alegou que ela é "competente e mãe da família".

veja também