MENU

Corregedoria da PF deve instaurar processo contra delegado

Corregedoria da PF deve instaurar processo contra delegado

Atualizado: Quinta-feira, 19 Maio de 2011 as 3:48

O corregedor da Polícia Federal em Mato Grosso, Aderson Vieira, adiantou que deverá ser instaurado processo disciplinar contra o delegado Bráulio do Carmo Vieira de Melo, preso na madrugada desta quinta-feira (19) após atirar contra o estudante Thiago Pederneiras Taques. Antes, porém, ele afirmou que irá acompanhar e analisar o caso, já que o delegado vai prestar depoimento no início desta tarde à Polícia Civil.

"Vamos instaurar um processo, mas tudo vai depender do desenrolar do caso", disse o corregedor, em entrevista ao G1 . Segundo ele, o delegado alegou que efetuou o disparo para o alto ao se assustar com a movimentação das pessoas. Vieira, no entanto, preferiu não entrar em detalhes, já que ainda não tomou ciência completa do incidente.

A tentativa de homicídio, conforme consta no boletim de ocorrência, ocorreu na saída uma de uma casa noturna, localizada na região central da capital, por volta de 5h da manhã. O tiro, entretanto, pegou de raspão no peito e no braço da vítima, que foi atendida no local por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A suspeita é de que o delegado estaria embriagado.

Ao ser abordado pelos policiais do 10º Batalhão da PM, o delegado reagiu e fez uma série de ameaças aos agentes, utilizando palavras de baixo calão, segundo o boletim. No início da manhã, três delegados da PF e cerca de 10 agentes compareceram ao Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc), onde o delegado federal está preso, para averiguar o ocorrido.          

veja também