Corregedoria da PM analisa se houve violência policial contra estudantes

Corregedoria da PM analisa se houve violência policial contra estudantes

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:55

O coronel Marcos Roberto Chaves da Silva, do comando da Polícia Militar na capital, disse na manhã desta sexta-feira (18) que a suspeita de violência policial contra estudantes está sendo analisada pela corregedoria da corporação. O confronto ocorreu na tarde de quinta-feira (17), em frente à sede da Prefeitura de São Paulo, na região central. Segundo a PM, duas pessoas ficaram feridas.

De acordo com o comandante Chaves, a apuração vai verificar se houve algum excesso foi cometido para dar a punição.

- É importante destacar o treinamento constante de nossos policiais. Nós somos rigorosos a qualquer excesso. Os estudantes se excederam, infelizmente. Eles levaram rojão nos bolsos. A função da PM é manter a ordem.

O coronel, que viu as imagens registradas pela Rede Record durante a manifestação – que mostram PMs batendo em estudantes e no vereador José Américo (PT) – disse que irá “avaliar cada momento” para não tirar conclusões precipitadas.

- Vimos que dois indivíduos de paletó [o vereador e seu assessor] invadiram o perímetro de segurança.

Os manifestantes atiraram pequenos objetos e bexigas com água na direção da PM.     Os policiais reprimiram o ato com bombas de gás lacrimogênio.  

Os estudantes e fotógrafos que faziam a cobertura do protesto - entre eles, Julia Chequer, do R7 - foram agredidos com cassetete e spray de pimenta. A PM diz que não usou bala de borracha.    

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições