MENU

Corregedoria investiga policiais da delegacia de Botafogo por suspeita de tortura

Corregedoria investiga policiais da delegacia de Botafogo por suspeita de tortura

Atualizado: Quinta-feira, 31 Março de 2011 as 3:47

A Corregedoria da Polícia Civil investiga desde a última sexta-feira (25) um crime de tortura que ocorreu na Delegacia de Botafogo (10ª DP). A suposta sessão de tortura ocorreu no dia anterior, na quinta-feira (24). Ao todo, seis policiais estão envolvidos segundo a vítima, que identificou cinco por fotos.

De acordo com o órgão, a vítima foi chamada para prestar esclarecimentos em uma investigação de uso de peças roubadas em um ferro velho. Ao chegar na delegacia, três policiais tentaram obter a identificação de dois suspeitos torturando a vítima. Segundo o relato, os agentes deram socos na virilha da vítima e usaram um alicate para apertar seu pênis. A vítima fez corpo de delito e o IML (Instituto Médico Legal) encontrou DNA da vítima no alicate.

A chefe da Polícia Civil, Martha Rocha, disse que a transparência e rapidez serão usadas para investigar o caso. - Desde que tomei conhecimento aconselhei a corregedoria a ter serenidade e eficiência nesta investigação. Já identificamos autores e eles estão sendo ouvidos. A Polícia Civil cortará na própria carne sempre que necessário. Esse fato não é admitido pela atual chefia.

O corregedor-geral da Polícia Civil, Gilson Emiliano, espera fechar o caso em um prazo menor que 15 dias. Segundo ele, assim que houver indiciamento os policiais serão afastados. Caso sejam condenados pelo crime de tortura, eles podem pegar de dois a oito anos de prisão, com aumento de um terço a um sexto por serem funcionários públicos. Policiais estão prestando depoimento nesta quinta-feira (31).      

veja também