MENU

Corregedoria prende oito PMs para investigar morte de homem em SP

Corregedoria prende oito PMs para investigar morte de homem em SP

Atualizado: Sexta-feira, 23 Abril de 2010 as 12

A Corregedoria da Polícia Militar confirmou nesta quinta-feira, dia 21, a prisão de oito policiais militares da 1ª Companhia do 9º Batalhão da Polícia Militar durante o inquérito que investiga a morte de um homem na madrugada de 10 de abril, na Zona Norte de São Paulo. O corpo foi encontrado durante a madrugada. O homem morto era uma das quatro pessoas abordadas por volta das 20h50 do dia 9 por PMs da mesma companhia.

A Corregedoria da PM anunciou no início da noite desta quinta-feira a abertura do inquérito policial militar para investigar a morte.

Os soldados foram presos pouco tempo depois. Segundo o porta-voz da PM, capitão Emerson Massera, todos os presos estavam em serviço na noite em que o homem foi morto. Segundo Massera pode haver novas prisões nas próximas horas. Os soldados presos são integrantes das duas equipes que atenderam a ocorrência. Mas há também integrantes do corpo administrativo, que estavam dentro da unidade no dia do incidente sob investigação. "Todas as prisões foram feitas com base em indícios", disse Massera.

Os oito soldados ficarão presos administrativamente no prédio da corregedoria, na Zona Norte de São Paulo, durante cinco dias. Segundo Massera, as investigações podem levar ao pedido de prisão temporária dos suspeitos.

A corregedoria pede apoio de eventuais testemunhas que tenham visto ou filmado a morte do homem. Em nota, o secretário da Segurança Pública, Antônio Ferreira Pinto, informou que "determinou que as polícias Militar e Civil façam a mais rigorosa apuração dos fatos, na esfera administrativa e na esfera penal." E conclui: " A Secretaria da Segurança do Estado de São Paulo não compactua com este tipo de procedimento, que considera abominável."

O corpo da vítima foi encontrado por volta da 0h do dia 10 na esquina da Rua Voluntários da Pátria com a Avenida Brás Leme, na Zona Norte de São Paulo. Poucas horas antes, por volta das 20h50 do dia 9, a vítima estava entre quatro pessoas abordadas por PMs, chamada para apartar uma briga provocada por suposto roubo de bicicleta na esquina da Rua Maria Curupati com a Avenida Casa Verde, também na Zona Norte.

"Estas pessoas teriam sido levadas até uma companhia da Polícia Militar. Foi feito um boletim de ocorrência da PM. Os fatos não foram apresentados no distrito policial e as pessoas foram liberadas em seguida", disse o porta-voz da corregedoria da PM, major Reinaldo Zychan. "Ocorre que por volta da meia-noite, uma das pessoas envolvida na ocorrência foi localizada morta por outra guarnição (equipe) da PM da mesma companhia. "

Segundo o major, diante da notícia de que os fatos teriam ocorrido de forma ilegal e que a atuação dos policiais teria se dado de forma criminosa, imediatamente a PM por meio de seu comando determinou uma série de medidas apuratórias. Foi instaurado inquérito policial militar e os policiais militares que estavam em serviço naquela noite estão sendo levados à corregedoria.

"O que é preciso deixar bem claro é que a PM não compactua com esse tipo de procedimento. A PM se pauta pela legalidade e pelo respeito aos direitos humanos. Inclusive solicitamos que se alguém tiver informação ou imagem que possa auxiliar, que traga à corregedoria".

A corregedoria não sabe informar ainda a causa da morte do homem encontrado.

veja também