MENU

Córrego Tremembé transborda e mais uma região entra em alerta em SP

Córrego Tremembé transborda e mais uma região entra em alerta em SP

Atualizado: Segunda-feira, 21 Fevereiro de 2011 as 3:33

O Córrego Tremembé transbordou na tarde desta segunda-feira (21), o que fez o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) colocar a Subprefeitura de Jaçanã/ Tremembé em alerta às 14h50. Com isso, são duas as regiões em alerta na cidade devido ao extravasamento de córregos.

Toda a cidade de São Paulo foi colocada em estado de atenção às 14h30 pelo CGE. Dez minutos depois a Subprefeitura do Ipiranga, Zona Sul, foi colocada em alerta em razão do transbordamento do Córrego Ipiranga. O Rio Tamandauteí, na mesma região, também transbordou.

Segundo o CET, por volta das 15h30, havia 36 pontos de alagamento na cidade, sendo 30 intransitáveis.

No horário, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), cerca de 40 semáforos apresentavam problemas.

Desde o início desta manhã houve predomínio de sol e, segundo o CGE, por volta do meio-dia os termômetros registravam 30°C. A previsão é que áreas de instabilidade ocasionem chuvas fortes, com rajadas de vento e possibilidade de granizo.

O Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, foi fechado às 14h19 para pousos e decolagens por causa do mau tempo, de acordo com a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero). Apesar de a chuva também atingir Guarulhos, na Grande São Paulo, o aeroporto de Cumbica permanecia operando sem o auxílio de instrumentos. As linhas 1, 2 e 3 do Metrô operavam com restrição de velocidade desde as 14h.

Teto de shopping

A chuva forte acompanhada de ventos provocou o desprendimento de duas telhas de acrílico que cobriam uma das cancelas do estacionamento do shopping SP Market, na Zona Sul de São Paulo. Segundo a assessoria do shopping, não houve feridos nem danos a veículos. O acidente não afetou o funcionamento do centro de compras.

Reforço nas ruas

Mais de 760 agentes da CET foram deslocados para monitorar locais com maior possibilidade de alagamentos. São 61 pontos pré-fixados de observação, onde normalmente ocorrem pontos de alagamento, além das bacias dos rios Tietê, Pinheiros, Tamanduateí e dos córregos Pirajussara, Aricanduva e Ipiranga e do Túnel Anhangabaú.

Os agentes e operadores da CET foram enviados às ruas para efeutar bloqueios e desvios em ruas alagadas; ajustar semáforos apagados por falta de energia e acionar equipamentos e operações especiais de trânsito para que as chuvas e problemas ocasionados por elas não coloquem em risco pedestres e motoristas.

veja também