MENU

Correios dizem que 35% dos funcionários aderiram à greve no Estado

Correios dizem que 35% dos funcionários aderiram à greve no Estado

Atualizado: Sexta-feira, 16 Setembro de 2011 as 4:53

  O percentual de adesão à greve dos funcionários dos Correios no Rio de Janeiro se mantém em torno de 35% dos empregados, informou a assessoria de imprensa da empresa. Segundo os Correios, o setor mais afetado permanece o da distribuição de correspondências e encomendas. Em nota, a empresa disse que para minimizar os impactos de distribuição das correspondências, já foi providenciada a alocação de mão de obra temporária e o deslocamento de empregados de outros setores, que irão trabalhar inclusive no fim de semana.

Para o Sintect-RJ (Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos), o protesto foi decidido em assembleia da última quinta-feira (15), quando também decidiram manter a greve por tempo indeterminado. Segundo o sindicato, a greve, que atinge todo o Brasil, tem 80% de adesão no Rio de Janeiro.

De acordo com a nota enviada pelo Correios, todas as agências do Estado estão funcionando normalmente, garantindo os serviços do banco postal, pagamento de contas, postagem e aceitação de objetos postais e demais produtos e serviços.

Os serviços Sedex 10, Sedex Hoje e Disque-Coleta, em função dos horários pré-fixados, permanecem temporariamente suspensos.

A nota ainda informa que, além do plano de contingência, a empresa está convocando os trabalhadores a retornar às atividades, colocando-se novamente à disposição para retomar a negociação assim que a paralisação for suspensa.

Os Correios lembram que a proposta apresentada representava um aumento salarial final de 13% para 64.427 empregados, que corresponde a 60,14% do efetivo total da empresa.

Um empregado de nível médio em início de carreira nos Correios recebe atualmente, além dos R$ 807,29 do salário base inicial, benefícios em torno de R$ 700 e, se for o caso, adicional que varia de R$ 100 a R$ 240, o que totaliza um valor final em torno de R$ 1,6 mil.

veja também