MENU

CPB: Remo paraolímpico é vice-campeão mundial na Polônia

CPB: Remo paraolímpico é vice-campeão mundial na Polônia

Atualizado: Segunda-feira, 31 Agosto de 2009 as 12

Barco de Josiane Dias e Elton Conceição foi prata nos 1.000m em campeonato na cidade de Poznan. No basquete em cadeira de rodas, Brasil fica em 4º na Copa América no Canadá.

O Brasil vem comprovando o seu crescimento no remo paraolímpico internacional. O barco TA2X, para atletas que remam apenas com tronco e os braços em barco misto adaptado, formado pela dupla Josiane Dias de Lima e Elton Conceição Santana ficou a medalha de prata na final dos 1.000m do Campeonato Mundial, disputada neste sábado, 30 de agosto, em Poznan, na Polônia.

A dupla fez o tempo de 4min04s80, sendo batido apenas pela dupla da Ucrânia, que ficou com a medalha de ouro, com 4min03s96. Em terceiro lugar ficou o barco dos donos da casa, a Polônia, com 04’min05s28.

O Brasil estava bem cotado na decisão. Porque na eliminatória, que contou com 12 barcos, a parceria verde-amarela venceu sua bateria com uma folga de 15 segundos em relação ao segundo colocado.

No Campeonato Mundial de 2007, realizado na Alemanha, o Brasil já havia faturado medalhas. Nesta mesma prova e com  a dupla Josiane Dias de Lima e Lucas Pagani, e no skiff adaptado com Claudia Cícero dos Santos, os dois barcos ficaram com a medalha de ouro.

Já em 2008 o barco TA2X foi modificado, com a substituição de Lucas Pagani por Elton Santana, e conquistou a medalha de bronze nos Jogos Paraolímpicos de Pequim.

A participação dos paraolímpicos no Mundial de Remo na Polônia foi custeada com recursos da Lei Agnelo/Piva, descentralizados pelo Comitê Paraolímpico Brasileiro.

Basquete

A Seleção Brasileira masculina de basquete em cadeira de rodas terminou sua participação na Copa América com a quarta colocação. A competição, encerrada no sábado (dia 290, em Richamond, na Costa Oeste do Canadá, dava três vagas ao Campeonato Mundial do próximo ano, em Birmingham, na Inglaterra.

Os brasileiros perderam a chance de carimbar o passaporte ao serem batidos pelo México na decisão do terceiro lugar.

O time verde-amarelo perdeu por 71  a 70. O Brasil não conseguiu parar a força ofensiva de Raul Ortega, mexicano cestinha da partida, com 20 pontos. Marcos da Silva foi o maior pontuador brasileiro, com 17 pontos, e mais nove assistências. Leandro Miranda também teve uma grande atuação, com 15 pontos e dez rebotes. Mas não foi suficiente.

Os mexicanos se classificaram para o Mundial juntamente com Estados Unidos e Canadá. Os americanos foram campeões continentais ao baterem os anfitriões por 79 a 69.

A Seleção Brasileira viajou para o Canadá com recursos do Ministério do Esporte, descentralizados pelo Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB).

veja também