MENU

Criança que sobreviveu a tragédia em estrada de MT continua internada

Criança que sobreviveu a tragédia em estrada de MT continua internada

Atualizado: Terça-feira, 11 Outubro de 2011 as 1:26

Criança foi única sobrevivente de acidente em BR.

(Foto: Leandro J. Nascimento / G1)

  Permanece internada na Unidade de Terapia Intensivo (UTI) de um hospital particular de Cuiabá a criança de oito anos, única sobrevivente do acidente na BR-070 em Mato Grosso, na tarde de domingo (09) e que provocou a morte de quatro pessoas da mesma família. Clara Dresch Arruda continua em observação. De acordo com parentes da criança, o ferimento provocado na cabeça da vítima provocou perda de massa encefálica.

Clara estava na caminhonete que se chocou contra um caminhão que transportava tubos de aço e seguia em direção ao estado de Rondônia. No quilômetro 535 da rodovia federal que liga a capital ao município de Cáceres, a 210 quilômetros de Cuiabá, houve a colisão. Na caminhonete dirigida por Maria Neri Dresch, 58 anos, estavam também Moacir Francisco Neto, 63 anos, Neusi Maria Dresch, 52 anos, e Erica Dresch, 87 anos.

Com o impacto, os quatro adultos morreram instantaneamente e os corpos precisaram ser retirados das ferragens pelos Bombeiros. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), uma tentativa forçada de ultrapassagem pela caminhonete contribuiu com o acidente. "Quando o caminhão avistou a caminhonete fazendo a ultrapassagem, tentou evitar o acidente, indo para o acostamento. A colisão foi inevitável", declarou, ao G1 , o policial rodoviário federal Henrique Gomes.

Quatro pessoas morreram em acidente na BR-070 (Foto: Leandro J. Nascimento/G1)

O tráfego na rodovia ficou bloqueado e houve congestionamento nos dois sentidos da via. Motoristas que passavam pela região conseguiam seguir viagem utilizando uma estrada alternativa que passava ao lado da pista. Um laudo para auxiliar a polícia na investigação do acidente será elaborado pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). "Vamos emitir um laudo, analisar os dados e encaminhar para a Delegacia [de Polícia Civil]. Ele vai apontar a velocidade dos veículos e se possível quais são os culpados", disse, ao G1, o perito Mário Palma, que esteve no local do acidente.

Motorista de caminhão teve ferimentos leves.

(Foto: Leandro J. Nascimento / G1)

  Ainda no domingo, outro acidente de trânsito provocou mais uma morte. Benirdes Aparecida Correia Silva, 35 anos, morreu após o carro em que estava ser atingido por uma caminhonete da Polícia Militar Ambiental, de Várzea Grande. O caso foi registrado no município de Poconé, a 104 quilômetros de Cuiabá. A vítima e o marido Odair Marques da Silva, 35 anos, passavam o final de semana na cidade para comemorar o aniversário do filho mais velho do casal, de 11 anos.

No momento do acidente, os dois filhos do casal não estavam no carro, mas na residência de outros familares. Testemunhas contam que o veículo da polícia invadiu a preferencial e trafegava em alta velocidade. A Polícia Militar do município abriu um procedimento interno para apurar as responsabilidades. O caso também é acompanhado pela Polícia Civil da cidade.          

veja também