MENU

Criança siamesa deixa UTI em GO um mês após separação

Criança siamesa deixa UTI em GO um mês após separação

Atualizado: Sexta-feira, 30 Abril de 2010 as 11

Maria Luana, de 1 ano e 9 meses, que nasceu unida à irmã, teve alta na manhã desta quinta-feira da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Materno-Infantil (HMI), em Goiânia (GO). A criança passou por uma cirurgia de separação de mais de 12 horas no dia 30 de março. A irmã dela, Maria Luíza, morreu seis dias após a cirurgia, por causa de uma infecção generalizada.

O bebê foi levado para um quarto do hospital e deve ser liberado para ir para casa com a família em maio. Os pais são de Recife (PE) e foram para Goiânia por ser o HMI uma referência nacional em cirurgias de separação de siameses. Nos últimos 10 anos, foram 14 operações de sucesso.

O cirurgião-pediatra Zacharias Calil informou que Maria Luana passou por um período bastante crítico na semana passada, quando contraiu uma infecção. "O risco de morte era bem elevado, nós fizemos de tudo, mas chegamos a pensar no pior. Felizmente ela foi se recuperando gradualmente, e hoje teve alta", disse. Calil considerou a cirurgia como uma das mais complexas, só não mais do que a de siameses unidos pela cabeça.

A criança deve continuar o tratamento para eliminar o quadro infeccioso por mais 10 dias. "Aí depois, se continuar evoluindo bem, deve ser liberada para ir para a casa com a mãe", afirmou Calil. Hoje à tarde, os médicos também constataram que um problema que a bebê tinha no coração também está passando.

As irmãs são naturais de Recife e estão em Goiânia desde o dia 17 de março. Filhas da professora de dança Larissa Nunes dos Santos, 22 anos, as duas eram unidas pela cintura, dividiam o mesmo fígado, o intestino grosso e parte do intestino delgado e tinham, juntas, três pernas.

Por: Marcio Leijoto

veja também