Crise na sede no PT do Maranhão vira caso de polícia

Crise na sede no PT do Maranhão vira caso de polícia

Atualizado: Quinta-feira, 22 Julho de 2010 as 10:34

Tesoureiro do partido registrou boletim de ocorrência contra petistas ligados ao candidato Flávio Dino (PCdoB) Após a abertura à força da sede do partido na tarde desta quarta-feira (21) para a instalação de um comitê do candidato Flávio Dino (PCdoB), adversário de Roseana Sarney (PMDB) nas eleições desse ano, o tesoureiro do PT no Maranhão, Mundico Teixeira, registrou queixa na Polícia Civil do Maranhão, no final da noite de ontem, contra a ala de oposição à aliança PT – PMDB no Estado.

O tesoureiro acusa o petista Silvio Bembém, petista integrante da coordenação de campanha de Flávio Dino, de ter arrombado a sede do partido e de ter colocado um novo cadeado no local sem a permissão da executiva estadual do partido. O Instituto de Criminalística do Maranhão (Icrim) deve fazer uma perícia na sede do PT ainda hoje.

O novo capítulo da briga entre petistas no Maranhão começou no início da tarde de ontem quando petistas ligados à governadora Roseana Sarney (PMDB) colocaram três cadeados na sede do PT em São Luís para evitar a instalação de um comitê pró-Flávio Dino no local. A decisão da executiva estadual revoltou os "rebeldes" do partido que resolveram reabrir a sede com a ajuda de um chaveiro.

Essa foi a segunda tentativa de instalar um comitê de Dino na sede do PT. Na semana passada, os "rebeldes" até conseguiram colocar cartazes do candidato na sede do PT mas depois eles foram retirados pela executiva estadual. A direção do partido no Maranhão já ameaçou os rebeldes até mesmo de expulsão.

veja também