MENU

Cuiabá deve ganhar quase 100 novas ruas em até 20 anos

Cuiabá deve ganhar quase 100 novas ruas em até 20 anos

Atualizado: Quinta-feira, 30 Junho de 2011 as 12:06

 Noventa e seis novas ruas devem ser criadas nos próximos 20 anos em Cuiabá. A readequação no sistema de vias urbanas foi aprovada em uma lei complementar que propõe o desafogamento do trânsito, criando alternativas nos pontos de maior movimento.

Especialistas dizem que a novidade irá ajudar a aliviar o trânsito. ''Isso está preparando Cuiabá para o futuro, uma solução para o congestionamento atual que se verifica no trânsito'', explica Eldemir Pereira de Oliveira, especialista em logística e transporte urbano.

A frota de veículos na capital aumentou 2,3%, desde dezembro de 2010 até abril deste ano, subindo para quase 233 mil automóveis. A lei complementar nº 232 – que propõe a criação das novas vias, foi publicada no mês de maio, no Diário Oficial de Cuiabá, e propõe melhorar a situação, criando 96 ruas na capital.

Eldemir explica que a criação das ruas precisa seguir critérios ambientais. ''O uso do solo de maneira adequada, você redistribui através de corredores de transporte, o sistema viário que possibilite o escoamento e ocupação do solo com a desconcentração das atividades nas áreas centrais'', diz.

Uma das ruas que serão criadas, deverá sair da rotatória Juliano Costa Marques e passar pelo Córrego do Barbado. A rua vai atravessar oito bairros até chegar ao entrocamento das avenidas mais movimentadas de Cuiabá: Fernando Corrêa e Tancredo Neves. ''Você vai estar projetando e tendo vias a serem construídas para os próximos 20 anos. Isso é pensar no futuro e modernidade e no crescimento e desenvolvimento equilibrado da cidade'', pontua o secretário de desenvolvimento urbano de Cuiabá, Sílvio Fidélis.

Alguns moradores concordam com o desafogamento do trânsito. ''Havendo uma comunicação e mostrando as rotas alternativas para aliviar um pouco as avenidas principais é interessante'', diz o engenheiro Mohamad Eid.

Outra obra aprovada vai passar junto ao córrego Gumitá e cruzar 10 bairros, saindo do bairro Centro América até chegar ao Santa Cruz, melhorando a circulação de veículos. Fidélis ainda disse que o projeto, que delimita os pontos onde as construções podem ser feitas, precisa ser elaborado, mesmo que seja executado só a longo prazo. ''Essas vias estando planejadas você vai ter parcerias futuras, para que elas possam ser desenvolvidas, quer seja com recurso municipal, estadual ou federal'', avalia o secretário.          

veja também