Danos causados por manobristas devem ser denunciados, diz Procon

Danos causados por manobristas devem ser denunciados, diz Procon

Atualizado: Quinta-feira, 3 Novembro de 2011 as 1:12

Motoristas que tiveram seus veículos usados ou emprestados a terceiros por manobristas de valets e estacionamentos devem denunciar o caso para o Procon, afirmou a diretora de Programas Especiais da fundação, Andréa Sanchez.

Segundo a especialista, em casos como o da médica que deixou o carro em um estacionamento particular em Higienópolis, bairro nobre de São Paulo, e depois descobriu que seu Kia Carens havia se envolvido em um acidente , a empresa responsável deve ressarcir o proprietário. “O fato é que o estacionamento não pode emprestar em hipótese alguma o veículo para um terceiro. Ele sequer poderia deixar esse veículo estacionado em via pública”, disse, em entrevista à rádio CBN .   No sábado (29), duas pessoas morreram na colisão entre o veículo da médica e um Fiat Palio, em Caieiras, na Grande São Paulo. Segundo a polícia, um dos colegas do manobrista dirigia o Kia Carens e, ao fazer uma conversão proibida na Estrada Velha de Campinas para ultrapassar uma carreta, colidido de frente com o outro carro, que seguia no sentido correto.

De acordo com a diretora do Procon, apenas o fato de o carro ter sido emprestado já é motivo para reparação. “O estacionamento responde por todo e qualquer tipo de reparação de danos causados em veículos. Se porventura o consumidor deixou o veículo no estacionamento e ele foi emprestado, essa utilização em si já cabe uma reparação. No caso, se houve uma batida ou algum desgaste, também cabe reparação.”

Em casos de valets, a empresa contratante também responde pelo eventual dano. “A responsabilidade é do valet e do restaurante. Quem contrata é tão responsável como o valet.” O consumidor pode, nesse caso, solicitar a reparação para quem for mais fácil de localizar.

Por prevenção, o motorista deve sempre solicitar um recibo. “Nesse recibo deve constar o nome da empresa, o dia, o horário e também o nome do modelo e a placa do carro. Ele poderá demonstrar que deixou em poder daquele valet ou do estacionamento o seu veículo.”

Segundo Andréa, apesar da grande quantidade de notícias a respeito de problemas desse tipo, o Procon não recebe muitas reclamações. “Falta a manifestação de insatisfação por parte dos motoristas. O consumidor deve manifestar primeiro para o estabelecimento e depois para os Procons e prefeitura para que esses estabelecimentos sejam fiscalizados”, completou.

veja também