MENU

Defesa de réus no caso Mércia deve recorrer de prisão na próxima semana

Defesa de réus no caso Mércia deve recorrer de prisão na próxima semana

Atualizado: Quinta-feira, 9 Dezembro de 2010 as 8:29

A defesa dos dois réus no processo que investiga a morte da advogada Mércia Nakashima em Guarulhos, na Grande São Paulo, deve pedir na próxima semana a revogação da prisão preventiva deles. O advogado de Mizael Bispo de Souza disse que ele está escondido na casa de amigos, em Guarulhos, e não vai se entregar à polícia. O vigia Evandro Bezerra Silva também continua foragido.

As defesas também devem recorrer da decisão que mandou os dois a júri popular. Os dois são procurados pela Polícia Civil desde a tarde de terça (7), quando tiveram a prisão decretada pela Justiça de Guarulhos, na Grande São Paulo. Tanto Mizael, ex-namorado da vítima, quanto Evandro negam o crime.

Uma denúncia pode ajudar a polícia a encontrar os dois réus. Investigadores voltaram aos endereços deles. A casa de Mizael está fechada. Logo após a decretação da prisão, um amigo guardou o carro dele na garagem. Evandro também não estava nos endereços fornecidos à Justiça.   Para a polícia, a situação dos dois ficou mais complicada. “Juntamente com nosso trabalho com o Ministério Público, mostrando todas as provas, todas que nós investigamos, como também as periciais, mostram o Evandro e o Mizael na cena do crime”, explicou o delegado Antônio de Olim.

Na sentença, o juiz Leandro Jorge Bittencourt Cano afirmou que a liberdade dos réus põe em risco a ordem pública. Mizael possui antecedentes: crimes de lesão corporal e ameaças contra a ex-esposa e sogra. Evandro já foi preso por porte de arma. O juiz também entendeu que os dois fraudaram provas e eliminaram vestígios.

“Dessa vez nós nos utilizamos de argumentos concretos, de dados concretos extraídos do processo ou seja circunstâncias e acontecimentos relatados pelas testemunhas no sentido que o senhor Mizael e o senhor Evandro não só constrangem pessoas ligadas ao processo, mas também que tentam eliminar provas, que tentam forjar provas e bem como fogem todas as vezes em que se deparam com uma situação desfavorável”, disse o promotor Rodrigo Merli Antunes.

Quem tiver informações que possam ajudar a polícia pode ligar para o Disque-Denúncia, pelo telefone 181.    

veja também