MENU

Defesa de vereador preso por desvio vai pedir liberdade

Defesa de vereador preso por desvio vai pedir liberdade

Atualizado: Quarta-feira, 26 Outubro de 2011 as 5:14

Strechar: preso em flagrante e "tranquilo, de

consciência tranquila". (Foto: Divulgação) A defesa do presidente da Câmara de Vereadores de Guarapuava deve entrar com pedido de liberdade para o vereador Ademir Strechar (PMDB) nesta quarta-feira (26), segundo informações do advogado criminalista Osmael Lisenko, ouvido pelo G1 .

Segundo Lisenko, o cliente dele está “tranquilo, de consciência tranquila”, e só vai se pronunciar em juízo. O vereador foi preso, nesta terça-feira (25), pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), em flagrante, por se apropriar de parte dos salários dos assessores.

Até as 15h30 desta quarta, a defesa não tinha conseguido acesso ao processo e aguardava no cartório pela documentação. Além desse advogado, um segundo foi constituído em Curitiba, “porque acreditamos que [o processo] chegue ao Tribunal de Justiça do Paraná”, explicou Lisenko.

Em entrevista ao G1 , o coordenador estadual do Gaeco, Leonir Batisti, disse que outros cinco vereadores, além de Strechar, são suspeitos de envolvimento em um esquema de desvio de salário de assessores e funcionários fantasmas. Ao todo, a Câmara do município tem 12 cadeiras.      

veja também