Delegado coletou DNA de primo de Bruno a partir de copo de água

Delegado coletou DNA de primo de Bruno a partir de copo de água

Atualizado: Sexta-feira, 30 Julho de 2010 as 4:21

O adolescente se recusou a ceder o material para exame, mas bebeu água na delegacia Durante a coletiva que ocorre em Minas Gerais sobre a conclusão do inquérito do caso Eliza Samudio, o titular do  Departamento de Investigação (DI) de Belo Horizonte, Edson Moreira, disse que coletou o material para exame de DNA do menor J., primo de Bruno, a partir de um copo descartável que ele usou na delegacia.

O adolescente se recusou a ceder sangue ou cabelo para o exame, para não gerar provas contra ele mesmo. De acordo com Moreira "o procedimento é legal, já que ele bebeu um copo dentro da delegacia que pertencia à polícia", disse.

A partir do exame de saliva os peritos constataram que o sangue da segunda pessoa que estava no carro do jogador Bruno era realmente do adolescente - o que corrobora o relato do menor no seu  depoimento, no qual afirmou que teria lutado com Eliza dentro do carro de Bruno para sequestrá-la.O outro sangue era de Eliza Samudio.

veja também