MENU

Delegado de MG se irrita com Promotoria do Rio

Delegado de MG se irrita com Promotoria do Rio

Atualizado: Quarta-feira, 7 Julho de 2010 as 10:56

O delegado Edson Moreira, chefe da Delegacia de Homicídios de Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte (MG), se mostrou irritado com o Ministério Público do Rio de Janeiro, na manhã desta quarta-feira (7), durante entrevista à imprensa.   Segundo ele, o fato de o órgão estadual ter divulgado por e-mail que pediu à Justiça a prisão temporária (cinco dias, renováveis por mais cinco) do goleiro do Flamengo Bruno Fernandes e do amigo dele, Luiz Henrique Romão, vulgo Macarrão, atrapalhou as investigações.  

- Gostaria de saber por que colocam em um site mundial, nacional, o pedido de prisão de uma investigação que está ocorrendo em outro Estado [MG]. Não entendo por que foi publicado no site do Ministério Público do Rio de Janeiro. Só isso que não entendo. Por isso perdemos a prisão do Bruno e do Macarrão. Estava tudo preparado com a equipe [da Polícia Civil] do Rio de Janeiro.

Bruno, Macarrão e outras seis pessoas tiveram a prisão decretada nesta quarta-feira, pois são suspeitos de envolvimento no desaparecimento da ex-amante do atleta, Eliza Samudio, que estaria morta, segundo um adolescente de 17 anos que confessou ter presenciado o crime. Bruno e Macarrão eram os únicos foragidos até as 10h30 desta quarta.

Vizinhos do goleiro disseram à Rede Record que o atleta deixou a casa dele, em um condomínio no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio de Janeiro, por volta das 2h. Equipes da Polícia Civil ficaram entre 5h e 8h15 na porta da casa de Bruno, mas ele não foi localizado. Elas fazem buscas pela cidade. Informações da Rede Record em Minas Gerais, dão conta de que Macarrão já negocia a apresentação junto ao seu advogado.

veja também