MENU

Delegado ouvirá suspeito de participar da morte do prefeito de Jandira

Delegado ouvirá suspeito de participar da morte do prefeito de Jandira

Atualizado: Quinta-feira, 10 Março de 2011 as 9:41

O delegado Zacarias Tadros informou ao R7 que deverá ouvir o traficante suspeito de envolvimento na morte do Bráz Paschoalin, prefeito de Jandira (Grande SP), nesta quinta-feira (10). Ele está detido temporariamente na Cadeia Pública de Carapicuíba, também na região metropolitana.

Tadros afirma que a polícia não realizava mais buscar para encontrar outros suspeitos de participarem do assassinato de Paschoalin. O jovem foi preso durante uma ação de combate ao tráfico em Santana de Parnaíba (Grande SP), mas o nome dele foi citado durante a investigação do assassinato do prefeito. 

O criminoso foi encontrado no parque Santana II, após uma denúncia anônima de tráfico de drogas. Ele estava em um carro e se apresentou com um documento falso. A polícia informou que ele não estava armado e também não portava drogas.

Na época do crime, Tadros afirma que a polícia não tinha provas contra o traficante e não conseguiu colher seu depoimento, porque ele estava foragido da Justiça.

Além de suspeito de traficar drogas e participar da morte do prefeito, o jovem é acusado de matar um policial militar em Jandira. 

Braz Paschoalin, 62 anos, foi morto na manhã de 10 de dezembro de 2010. No dia do crime, o carro blindado de Paschoalin amanheceu com um pneu furado. Ele saiu de casa no veículo do motorista, que também foi baleado quando eles chegavam a uma emissora de rádio onde Braz participaria de um programa.    

veja também