MENU

Depois de interditar 1.590 imóveis, Teresópolis começa demolições

Depois de interditar 1.590 imóveis, Teresópolis começa demolições

Atualizado: Quinta-feira, 10 Fevereiro de 2011 as 1:31

A prefeitura de Teresópolis, na Região Serrana do Rio, começa nesta quinta-feira (10) a demolir imóveis em áreas de risco da cidade. Segundo o município, das 1.590 residências interditadas em três distritos, 18, afetados pelas chuvas de janeiro, serão demolidos neste primeiro dia. As chuvas na região já mataram mais 870 este ano.

“Um grande número de famílias deverá sair dos locais, que, por medida de segurança, serão reflorestados para evitar futuras ocupações. Mas imóveis só serão demolidos com a concordância dos proprietários”, afirma o secretário municipal de Meio Ambiente e Defesa Civil, Flávio Castro.

Segundo a prefeitura, os locais interditados nas localidades da Posse, Cascata do Imbuí e Campo Grande, foram localizados por técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Defesa Civil, com apoio de especialistas do Departamento de Recursos Minerais (DRM) e da Empresa Estadual de Obras Públicas (EMOP). Na quarta-feira (9), equipes sociais da Casa Civil e de recolocação da Emop começaram a visitar os moradores.

As famílias cadastradas poderão receber indenização do governo do estado, se inscrever para receber o aluguel social ou no programa de compra assistida, em que o morador receber o valor da avaliação feita em seu imóvel e o dinheiro só poderá ser aplicado na compra de nova moradia. A Prefeitura de Teresópolis desapropriou uma área no bairro Ermitage para a construção das habitações populares.    

veja também