MENU

Deputado baleado em MT diz que quer discutir segurança com governador

Deputado baleado em MT diz que quer discutir segurança com governador

Atualizado: Sexta-feira, 4 Novembro de 2011 as 2:49

O deputado deve passar por cirurgia ainda na tarde desta sexta-feira. (Foto: Luciana Cury/assessoria) O deputado federal Eliene Lima, que foi baleado durante um assalto na noite desta quinta-feira (3), deve passar por uma cirurgia na tarde desta sexta-feira em Cuiabá. Ele contou em entrevista ao G1 que pretende se reunir com o governador Silval Barbosa para discutir sobre segurança pública.

Depois de saber sobre o assalto, o governador Silval Barbosa ligou para o deputado. Segundo Eliene, Silval queria saber sobre o ocorrido. “Ele me ligou para saber como estava. Nós conversamos sobre a falta de segurança e temos que discutir juntos como fazer algo para melhorar”, afirmou.

O deputado disse ainda que casos de violência não acontecem apenas em Mato Grosso. “A violência não é exclusividade apenas de Mato Grosso ou do Brasil. É algo muito mais complexo do que isso, mas é necessário também que a população se conscientize. O problema é bem mais profundo do que um assalto”, analisou.

Eliene Lima também reconheceu a falta de investimentos na segurança em Cuiabá. “A polícia me falou que os assaltantes iriam roubar o primeiro que vissem pela frente, porque eles queriam dinheiro. Mas infelizmente, moramos em uma cidade que não investe em segurança há um tempo. Isso não é culpa de quem está governando agora. A insegurança é muito anterior a isso”, frisou.

O deputado afirmou também que pretende se reunir com o governador do estado e com outros deputados de vários estados para discutir propostas para a segurança pública.

O caso

O deputado federal Eliene Lima foi baleado durante um assalto que aconteceu em uma residência do bairro Boa Esperança, em Cuiabá. Ele e um amigo, o delegado aposentado João Capetinga, estavam em frente de casa quando dois homens armados renderam e os levaram para o interior da residência. De acordo com a assessoria de imprensa do parlamentar, a cirurgia no joelho esquerdo do deputado deve ser feita na tarde desta sexta-feira em um hospital particular em Cuiabá. 

Segundo a Polícia Militar, os ladrões fugiram levando joias, dinheiro e duas caixas de munição. Até a manhã desta sexta-feira, nenhum suspeito de envolvimento no roubo havia sido preso pela polícia.        

veja também