MENU

Deputados não votam quase nada no esforço concentrado

Deputados não votam quase nada no esforço concentrado

Atualizado: Quinta-feira, 5 Agosto de 2010 as 10:30

Os deputados não conseguiram votar praticamente nada no esforço concentrado que a Câmara dos Deputados realizou ontem(3) e hoje (4), em função da falta de acordos para votações e da obstrução dos partidos de oposição. Os deputados não conseguiram votar nenhuma das três medidas provisórias que estão trancando a pauta de votações e nem as propostas de emenda à Constituição (PECs), que estavam previstas para serem apreciadas.

A oposição obstruiu as votações para tentar pressionar a inclusão na pauta do último destaque ao projeto de lei que regulamenta a Emenda 29, que prevê o repasse de mais recursos para a saúde. Policiais que defendem a aprovação da PEC que cria o piso nacional para os policiais estiveram na Câmara para pressionar pela votação do segundo turno da proposta. Também prefeitos de todo o país pressionaram pela votação da proposta da saúde.

Mesmo com a pressão, policiais e prefeitos voltaram a seus estados sem terem seus pleitos os atendidos pelos deputados. O governo, que trabalho pela aprovação da medidas provisórias, também não conseguiu vencer a obstrução para votar nenhuma das três medidas provisórias. Várias tentativas de acordo foram feitas, mas todas sem sucesso.

Nos últimos momentos da sessão de hoje, os deputados aprovaram simbolicamente dois requerimentos. Um deles prorrogou os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito da Violência Urbana por mais 60 dias. O outro é um requerimento de moção contra o governo do Irã para que ele libere Sakineh Mohammadi Ashtiani, condenada a morte por apedrejamento. De acordo com a moção, o Brasil já ofereceu asilo política à condenada e a sua família.

veja também