MENU

Desabamento do teto da Renascer: 12 depoimentos prestados nesta quinta-feira

Desabamento do teto da Renascer: 12 depoimentos prestados nesta quinta-feira

Atualizado: Sexta-feira, 23 Janeiro de 2009 as 12

Desabamento do teto da Renascer: 12 depoimentos prestados nesta quinta-feira

A 1ª Delegacia Seccional (Centro) continua investigando as causas do desabamento da sede da Igreja Renascer em Cristo. Nesta quinta-feira, 22 de janeiro, mais 12 pessoas prestaram depoimento, entre vítimas, testemunhas e funcionários da prefeitura.

Na manhã de hoje, dois diretores do Departamento de Controle do Uso de Imóveis (Contru) foram ouvidos pela polícia. Foram apresentados diversos documentos mostrando o trabalho de fiscalização da prefeitura.

Os documentos apresentados mostraram que a última vistoria pessoal realizada pela prefeitura aconteceu em julho de 2007. O alvará de funcionamento da igreja tinha validade até julho deste ano. "Pelo que eu ouvi, o Contru fez o que a lei manda", disse o delegado titular da 1ª Delegacia Seccional, Dejar Gomes Neto.

Presentes na igreja na noite do desabamento, os técnicos do Contru constataram que as telhas eram novas e que havia equipamentos de som e ar-condicionado presos à madeira de sustentação do teto, o que não existia em julho de 2007.

Para o delegado Dejar, somente o laudo pericial elaborado pelo Instituto de Criminalística (IC) poderá apontar as causas do acidente. Outras 10 pessoas, entre vítimas e testemunhas, também foram ouvidas hoje.

veja também