MENU

Desemprego em São Paulo tem menor taxa dos últimos 19 anos para meses de junho

Desemprego em São Paulo tem menor taxa dos últimos 19 anos para meses de junho

Atualizado: Quarta-feira, 28 Julho de 2010 as 4:22

A taxa de desemprego na média dos 39 municípios da região metropolitana de São Paulo atingiu 12,9%, em junho último, ante 13,3% em maio . É a menor taxa para meses de junho já registrada pela Pesquisa de Emprego e Desemprego do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioecônomicos (Dieese) e da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade).

De acordo com o coordenador da pesquisa pela Fundação Seade, Alexandre Loloian, esse resultado mostra que os diversos setores da economia já superaram os efeitos da crise financeira internacional e estão empregando mais trabalhadores. Ele lembra que, em junho do ano passado, a retomada ainda estava sendo 'ensaiada".

Apesar disso, o economista adverte que o número de desempregados ainda é muito expressivo: 1,383 milhão. Houve redução de 39 mil desempregados na virada de maio para junho , em razão do número de postos criados (68 mil) ter sido superior à entrada de mais pessoas no mercado de trabalho (29 mil).

O nível de ocupação cresceu na média 0,7% e o setor que mais empregou foi o de serviços (65 mil postos), uma alta de 1,3% sobre maio . Na sequência, estão o comércio (20 mil e crescimento de 1,4%) e outros setores, incluindo construção civil e emprego dom éstico, com 7 mil vagas, 0,7% de alta. A indústria foi em sentido oposto e cortou 24 mil empregados, uma queda de 1,4%.

O rendimento médio relativo ao mês de maio sobre abril aumentou tanto para os ocupados (R$ 1.320, alta de 1,6%) quanto para os assalariados (R$ 1.355, alta de 1,8%). Esses valores, no entanto, não significam que todos os trabalhadores estejam ganhando mais, ressaltou Loloian. Segundo ele, o rendimento médio tem “efeitos estatísticos”. Ou seja, o cálculo reflete ganhos de algumas categorias, mas também a eliminação de vagas.

veja também