MENU

Detentos queriam sequestrar diretor de presídio de segurança máxima

Detentos queriam sequestrar diretor de presídio de segurança máxima

Atualizado: Quarta-feira, 22 Junho de 2011 as 12:35

Detentos da Penitenciária de Segurança Máxima de Catanduvas, Oeste do Paraná, planejavam sequestrar o diretor do presídio, um juiz, e outras autoridades. A informação foi divulgada pelo próprio diretor da penitenciária, Rogério Sales, que afirmou que o esquema foi descoberto pelo sistema de segurança do presídio.

A penitenciária de Catanduvas completou recentemente cinco anos de existência. Ela é a mais antiga das quatro prisões de segurança máxima do Brasil. O presídio abriga 165 pessoas, todos da lista dos mais perigosos do país.

Segundo Sales, o plano envolvia a liberdade de nove presos e mais uma quantia em dinheiro, que seriam negociados com o sequestro das autoridades. O Governo do Paraná enviou carros novos para reforçar a segurança do presídio, e ainda deve providenciar carros blindados para as vítimas da ameaça.

Falta de segurança

Apesar de nunca ter registrado fugas ou rebeliões, a penitenciária de Catanduvas apresenta falhas na estrutura, que permitiram o planejamento do sequestro. Segundo o próprio diretor, as torres de vigilância deveriam ser mais altas, e os presos conseguem se comunicar entre si através das celas. “O layout das nossas penitenciárias é extremamente inadequado para a segurança”, afirmou Sales.

veja também