MENU

DHPP vai investigar morte de policial militar em SP

DHPP vai investigar morte de policial militar em SP

Atualizado: Sábado, 25 Junho de 2011 as 1

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) assumiu neste sábado (25) as investigações sobre a morte do soldado da PM Rodrigo Aparecido Pansani, de 28 anos. Rodrigo trabalhava havia três anos na Rota, batalhão de elite da PM paulista, e foi morto na noite de sexta-feira (24) por um colega que o confundiu com criminoso.

De acordo com a polícia, Rodrigo, de folga e à paisana, passava de moto pela Avenida dos Bandeirantes, na Zona Sul, na volta do bico de segurança que fazia em um shopping, quando viu uma perseguição. Ele tentou ajudar, mas os outros PMs acharam que ele fazia parte da quadrilha e atiraram. Rodrigo levou tiro no peito e morreu na hora.     O boletim de ocorrência diz que o policial estava armado e corria no canteiro central à frente dos três assaltantes. Ele teria se virado para os PMs e, por isso, sido baleado.

O DHPP trabalha com duas hipóteses, a de resistência seguida de morte e também confusão. Se confirmada a resistência, o policial que atirou pode ser indiciado por homicídio culposo (sem intenção).          

veja também