MENU

Dia de Luta contra Aids tem ato e distribuição de preservativos em SP

Dia de Luta contra Aids tem ato e distribuição de preservativos em SP

Atualizado: Quarta-feira, 1 Dezembro de 2010 as 8:35

Representantes de cerca de 120 organizações não-governamentais (ONGs) do estado irão realizar um ato na Praça da República, no Centro de São Paulo, a partir das 9h desta quarta-feira, dia 1º de dezembro,  Dia Mundial de Luta Contra a Aids. Neste ano, o tema do encontro é "Movimento de AIDS em Defesa da Vida". Especialistas da Organização das Nações Unidas (ONU) acreditam que 33,4 milhões de pessoas vivem hoje com o HIV em todo o mundo. Deste total, dois milhões estão na América Latina.

O Brasil registra, por mês, cerca de 35 mil novos casos da doença. Atualmente, segundo dados do Ministério da Saúde, 630 mil pessoas vivem com o HIV. Desde o início do surgimento da doença, em 1980, até junho de 2009, foram feitos 544.846 diagnósticos. Neste período, foram registradas 217.091 mortes em decorrência da doença, segundo dados do Boletim Epidemiológico de 2009.

O ato visa alertar para as conquistas obtidas no tratamento da doença até agora e também para apontar alguns retrocessos das políticas públicas de saúde aos portadores de Aids, como a deficiência na distribuição de remédios e a dificuldade para receber o medicamento.

Além do ato na Praça da República, a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo preparou uma série de ações especiais para celebrar o Dia Mundial de Luta contra Aids. A programação prevê a distribuição de 18 mil preservativos, palestras, atividades culturais e a soltura de dois mil balões em frente ao Hospital Estadual Emílio Ribas.

Na madrugada desta quarta-feira, a partir das 5h30, no Terminal Parque Dom Pedro II, no Centro, o Programa Estadual DST/Aids, em parceria com o Sindicato dos Motoristas de Transporte Coletivo de São Paulo, distribuirá 10 mil preservativos aos usuários de linhas de ônibus.

Às 15h30, os visitantes da Galeria do Rock poderão participar do evento “Todas as tribos unidas na luta contra a Aids”, que contará com apresentações de grafite e de street dance, orientação sobre teste de sorologia e distribuição de 6 mil preservativos.

Além disso, a data também marca o último dia da campanha estadual “Fique Sabendo”, com testes gratuitos de HIV em 460 municípios paulistas. Entre as 13h e 17h, mais 2 mil preservativos serão distribuídos às pessoas que forem às unidades dos Sescs Vila Mariana, Santana, Ipiranga, Pinheiros e Pompéia, onde também serão oferecidos exames para detecção do vírus da Aids.

“Essa é uma data emblemática para refletir sobre a importância de ações articuladas de saúde pública para combater a propagação do HIV no Brasil e no mundo”, afirma David Uip, diretor do Emílio Ribas, instituto que é referência em infectologia na América Latina.

Já os bancários, por meio do sindicato da categoria, também promovem ato, na Praça do Patriarca, Centro, às 12h. Com o tema "Aids no mundo do trabalho", a atividade contará com a apresentação teatral do grupo Pombas Urbanas, que fará uma encenação para alertar sobre a importância da prevenção. Também haverá distribuição de preservativos e material explicativo para a população.    

veja também