MENU

Dilma anuncia doação de 6 mil moradias para vítimas das chuvas no Rio

Dilma anuncia doação de 6 mil moradias para vítimas das chuvas no Rio

Atualizado: Sexta-feira, 28 Janeiro de 2011 as 10:23

A presidenta Dilma Rousseff anunciou hoje (27) a construção de 6 mil casas que serão entregues às vítimas das chuvas do último dia 12 na região serrana do Rio. As unidades virão do programa Minha Casa, Minha Vida e terão prestações subsidiadas pelos governos federal e estadual.

"Estamos colocando mais 6 mil casas para atender a emergência, fora o conjunto do Minha Casa, Minha Vida, que é bem maior do que isso. Moradias, seja na forma de casas ou de apartamentos, para que essa população que perdeu o seu lugar tenha acesso, o mais rápido possível, a um novo lar. Com isso, pretendemos diminuir a dor dessas famílias", disse Dilma, em cerimônia no Palácio Guanabara, ao lado do governador do Rio, Sérgio Cabral, e do vice-governador Luiz Fernando Pezão. No mesmo evento, foi anunciada a construção de mais 2 mil imóveis, que serão doados por 12 empresas de construção civil.

A presidenta esclareceu que as 6 mil casas serão entregues aos desabrigados a custo zero. "No caso da catástrofe, o governo [federal] entra com o seu subsídio tradicional, que é quase integral, e o governo do estado entra com o pagamento de R$ 50 [referente ao valor da prestação]".

As residências doadas pelas construtoras terão 32 metros quadrados, dois quartos, sala, cozinha e banheiro. Os imóveis serão construídos em terreno doado pelo governo estadual.

Em apoio à região, o governo federal também  anunciou a liberação de R$ 100 milhões para o estado e os municípios, além de mais duas parcelas aos trabalhadores com direito ao seguro-desemprego e da ampliação do limite de saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para R$ 5,4 mil.

Obras de contenção de encostas e de drenagem, previstas na segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), terão recursos de R$ 11 bilhões. Além disso, serão investidos, também no âmbito do programa Minha Casa, Minha Vida, R$ 170 milhões para a remoção de famílias que moram em áreas de risco ou que tenham sido desabrigadas por desastres naturais.

Por: Vladimir Platonow

veja também