MENU

Dilma anuncia o Rede Cegonha

Dilma anuncia o Rede Cegonha

Atualizado: Segunda-feira, 14 Março de 2011 as 8:05

A presidente Dilma Rousseff anunciou o Rede Cegonha durante seu programa de rádio “Café com a presidenta”, que foi ao ar na manhã desta segunda-feira (14). Ela aproveita o mês de março, dedicado à mulher, para tratar de temas como violência doméstica e educação infantil.

A presidente iniciou o programa falando justamente sobre a criação do Rede Cegonha, uma das promessas feitas durante as eleições presidenciais de 2010. “Vamos tratar daquele que é um dos momentos mais marcantes da vida de toda mulher: a maternidade. Vamos anunciar o Rede Cegonha, um programa na área da saúde, voltado para o atendimento integral das mães e das crianças desde a gravidez. Nós queremos atendimento completo, integral”, disse.

6 mil creches e pré-escolas

Dilma afirmou que seu objetivo é construir 6 mil creches e pré-escolas para ajudar as mães de todo o país. “Nenhuma mulher trabalha tranquila se seus filhos não estiverem protegidos e bem cuidados. Por isso, vamos iniciar um programa cuja a meta é construir 6 mil creches e pré-escolas em todo o Brasil, até 1014. São muito importantes na administração do tempo das mulheres, mas são, sobretudo, importantíssimas para a educação das crianças e para atacar a raiz das desigualdades sociais. Todo mundo sabe que as crianças de zero a 5 anos, que recebem atenção social e pedagógica, higiene e alimentação adequados, entram na vida escolar em condições muito melhores”.

Segundo Dilma, ela deve honrar a mulher brasileira. “As mulheres ajudam a construir o nosso país. Saem dos seus lares, vão para o mundo do trabalho, para as empresas, para as escolas, às universidades, para a vida social e fazem a diferença. Se as mulheres não tivessem crescido em seu papel na sociedade brasileira, eu não conseguiria ter sido eleito presidenta, por isso eu devo honrar as mulheres do nosso país”, afirmou. “As mulheres podem. Mas ainda falta muito para as mulheres poderem tudo”, emendou.

Violência doméstica

Uma das maiores preocupações da presidente, segundo depoimento ao longo do programa de rádio, é a violência doméstica. “Uma das minhas maiores preocupações é a violência contra a mulher, ainda muito presente, inclusive dentro de casa. Uma situação, que sobre todos os aspectos, é inaceitável para uma sociedade como a brasileira”.

Dilma considera “inaceitável” pesquisa apresentada no programa que diz que a cada dois minutos cinco mulheres são agredidas no Brasil. “Isso é inaceitável!”, disse. E acrescentou: “Uma das leis mais importantes, criadas no governo do presidente Lula, foi a Lei Maria da Penha. Essa lei é reconhecida até pela ONU como um modelo de enfrentamento da violência doméstica. O meu compromisso é garantir que essa lei seja rigorosamente cumprida. Aliás, no meu governo, o Ministério da Saúde tornou obrigatória a notificação da violência contra a mulher em toda a rede pública e privada do país na área da saúde. Quem não notificar que recebeu uma mulher agredida, machucada, está sujeito à punição administrativa e corre o risco de ser punido por seu conselho profissional”.

veja também