MENU

Dilma convida Michel Temer para ser candidado a vice-presidente

Dilma convida Michel Temer para ser candidado a vice-presidente

Atualizado: Quarta-feira, 5 Maio de 2010 as 7:11

A pré-candidata do PT Dilma Rousseff convidou, na noite desta terça-feira, o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB), para ser candidato a vice-presidente da República em sua chapa, segundo informações do ''Jornal da Globo''.

''Ouvi com muita alegria a pré-candidata Dilma dizer que se, eventualmente, o PMDB me indicasse para vice ela receberia com muito agrado'', afirmou Temer após um encontro com a ex-ministra.

Durante o encontro, Dilma e Temer também trataram sobre as divergências entre os dois partidos na montagem dos palanques estaduais.

Convenção

O PMDB decidiu nesta terça-feira adiar o grande encontro nacional que faria em Brasília, no dia 15, para anunciar solenemente o apoio a Dilma Rousseff (PT). Divergências entre os dois partidos na montagem dos palanques estaduais foram o principal motivo, como ficou evidente no encontro que reuniu Dilma e Temer.

Os dois jantaram a sós na noite desta terça e, na saída, falaram sobre a necessidade de união para a resolução das divergências regionais.

De acordo com Temer, o partido precisa ''chegar à convenção com muita tranquilidade em relação à aliança''. Segundo ele, os dois precisam agora ''fazer um esforço para fazer um ajustamento definitivo nos Estados''.

Dilma falou que, como mineira, prefere resolver todos os ''entraves'' antes de realizar a solenidade de aliança. E disse ainda que a relação PT-PMDB é ''meio volátil'', ''meio nuvem, num dia o humor está de um jeito, noutro dia está de outro''. ''No geral, tenho uma visão mais otimista, as tratativas estão avançando mais do que estão estagnadas'', completou.

De acordo com os peemedebistas, há problemas em sete Estados, entre eles Minas, Ceará e Pará. O PMDB decidiu anunciar o apoio na convenção partidária oficial, no dia 12 de junho, um dia antes da convenção petista que vai oficializar Dilma como candidata.

A Folha apurou que o PMDB considera resolvida a situação em Minas, onde o PT, por pressão do presidente Lula, deve apoiar o ex-ministro Hélio Costa na disputa pelo governo. Costa se reúne nesta quarta-feira com Fernando Pimentel, o pré candidato do PT em Minas.

A dúvida segue, porém, no Ceará, onde Eunício de Oliveira (PMDB) não quer o petista José Pimentel na sua chapa ao Senado. E no Pará, onde o deputado Jader Barbalho (PMDB) não se acertou com a candidata à reeleição, Ana Júlia Carepa (PT).

veja também