MENU

Dilma elogia aliança no Paraná

Dilma elogia aliança no Paraná

Atualizado: Quinta-feira, 15 Julho de 2010 as 10:09

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, fez questão de elogiar a aliança firmada no Paraná entre PT, PMDB e PDT, em seu primeiro evento oficial de campanha no Estado. A união dos três partidos foi fruto de uma longa novela, definida somente no fim do prazo limite para registrar as candidaturas. O discurso de Dilma deu o tom que todas as lideranças presentes procuraram dar ao encontro.

O candidato ao governo pela coligação, senador Osmar Dias, do PDT, esteve muito perto de se aliar ao candidato tucano Beto Richa e dar apoio a Serra no Paraná. Na noite desta quarta-feira, Osmar seguiu o discurso de Dilma e garantiu que todas as diferenças foram superadas e os partidos “estão unidos por um projeto para o Paraná e para o Brasil”.

O evento reuniu cerca de 800 pessoas no Clube Concórdia em Curitiba, incluindo o governador peemedebista Orlando Pessuti – que abriu mão da candidatura para apoiar Osmar – e 300 prefeitos dos 399 municípios paranaenses.

Dilma,que veio a Curitiba, acompanhada de seu candidato a vice Michel Temer do PMDB, foi quem puxou o coro para afirmar que não ficaram sequelas das difíceis negociações que envolveram a aliança. “Estavam enganados os que achavam que não seríamos capazes de construir esta unidade. O Paraná mostrou extrema maturidade e exemplo de conduta política para superar as dificuldades para a formação da aliança”, discursou.

O governador Pessuti representou o PMDB do estado nos discursos e fez questão de lembrar que teve parte nas negociações. "Abri mão da minha candidatura por um projeto maior e estou comprometido nestas eleições”, destacou em sua fala.

Osmar Dias, além de dizer que ficou satisfeito com a aliança, fez menção até mesmo a seu principal adversário nas eleições anteriores, o ex-governador Roberto Requião – também presente no evento e candidato a uma das vagas ao Senado pela aliança. "Todos me perguntam por que eu perdi em 2006. Perdi porque eu não tinha ao meu lado o PMDB e o PT", discursou Osmar.

Requião também fez um discurso afinado com os outros líderes do grupo e pediu votos para todos. “O fundamental neste processo é chapa inteira, lealdade e firmeza. Quem vota no Requião vota na Gleisi, no Osmar e na Dilma. Temos consistência na proposta e consciência do que estamos fazendo”, discursou.

veja também