MENU

Dilma escolhe cidade "tucana" para estreia em viagem ao Nordeste

Dilma escolhe cidade "tucana" para estreia em viagem ao Nordeste

Atualizado: Segunda-feira, 21 Fevereiro de 2011 as 9:32

Após cancelar uma visita à Pernambuco programada para janeiro deste ano, a presidente Dilma Rousseff faz sua primeira viagem oficial ao Nordeste nesta segunda-feira (21), onde participa do 12º Fórum de Governadores da região. Embora tenha vencido em todos os Estados nordestinos na eleição de 2010, ela escolheu para sua “estreia” a cidade de Aracaju (SE), onde foi derrotada pelo então adversário José Serra (PSDB).

Apesar da capital “tucana”, não devem faltar “mimos” à presidente no Estado, comandado pelo petista Marcelo Déda. Logo na saída do aeroporto da cidade, que tem como prefeito o aliado Edvaldo Nogueira (PCdoB), um outdoor diz em letras garrafais “Bem-Vinda, Presidenta!”, mas há outros tantos espalhados pela cidade.

A visita de Dilma será curta (ela retorna a Brasília hoje mesmo), mas, durante sua estada, ela estará cercada por aliados: dos dez governadores que confirmaram presença no encontro, apenas três não são de partidos da base governista – os tucanos Antonio Anastasia (MG) e Teotônio Vilela (AL), e Rosalba Ciarlini (DEM).

Mas mesmo rodeada por aliados, e estando em uma região tradicionalmente petista, o clima em torno da visita de Dilma deve ser de cobrança. Entre os governadores, o medo é que o corte de R$ 50 bilhões no Orçamento de 2011 prejudique a região, receio de alguns moradores de Aracaju, onde o anúncio do fórum e a chegada da presidente têm sido amplamente noticiados.

O taxista Roberto de Souza, 47, votou na petista, mas não esconde o clima de apreensão.

- Estão falando que vai ter corte de verba, mas não era pra ser o contrário? Mas vamos ver, acho que ela vindo [para Aracaju] já é um bom sinal.

A vendedora ambulante Viviane Maria Rodrigues, 31, eleitora fiel do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou não se preocupar com o corte de investimentos, pois a “a presidenta prometeu não mexer nas bolsas”, em referência aos programas sociais do governo que, segundo a ministra Miriam Belchior (Planejamento), devem ser poupados da tesoura.

A tapioqueira Regina Gomes, 49, não votou em Dilma nas eleições, mas disse esperar que a presidente dê “atenção especial” ao Estado, sobretudo em relação à economia. Para ela, a prioridade do encontro entre presidente e governadores deve ser a geração de empregos formais, um dos grandes gargalos da região.

- Tem que criar emprego, atrair mais turista pra cá, aumentar a renda. O Lula fez um bom governo, mas tem muita coisa pra ser feita aqui ainda. Aqui nem tanto, mas vai pro interior ver como é.

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), mais de 11% dos sergipanos estavam desocupados em 2009 – daí o destaque para o tema na agenda do encontro.

Já nos jornais locais, o encontro é apresentado como uma oportunidade para que o Nordeste passe a exercer seu “protagonismo” no cenário econômico nacional. Não à toa, o encontro foi dividido em eixos temáticos, com destaque para um que abrange a erradicação da miséria na região e outro, intitulado Finanças, sobre políticas para o pré-sal.

veja também