MENU

Dilma já tem quatro nomes para substituir Meirelles no BC

Dilma já tem quatro nomes para substituir Meirelles no BC

Atualizado: Terça-feira, 23 Novembro de 2010 as 11:01

A pedido de Dilma Rousseff, quatro nomes já foram sondados para substituir o presidente do BC (Banco Central), Henrique Meirelles. Na prática, a presidente eleita só aguarda a conversa com Meirelles, que deve ocorrer amanhã, em Brasília, para decidir quem comandará a política monetária a partir de 2011.

Até agora, o mais cotado para a cadeira de Meirelles é uma solução doméstica: Alexandre Tombini, diretor de Normas do Banco Central. Mas também foram sondados o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabucco, o presidente da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), Fábio Barbosa (Santander), e o economista-chefe do Bradesco, Octávio de Barros.

Tombini tem bom relacionamento com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, que permanecerá no cargo. O plano de Mantega, com o aval de Dilma, é reduzir a dívida interna líquida para 30% do PIB (Produto Interno Bruto) até 2014. A intenção é que os juros reais cheguem a 2% ao ano no fim do mandato.

A presidente eleita quer fechar a escalação da equipe econômica até o fim da semana. Ela ficou contrariada com Meirelles ao saber que ele impôs condições para ficar no cargo - como a manutenção da autonomia na definição dos juros -, quando estava em Frankfurt, na Alemanha. O ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci chegou a telefonar para Meirelles para saber se as declarações eram verdadeiras. Ele negou.

Ontem, ao participar de cerimônia na Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Meirelles disse que pessoas lhe perguntam sobre o que espera para o futuro.

- Eu espero terminar, de fato, esse mandato juntamente com o presidente Lula.

Questionado se o discurso tinha tom de despedida, ele abriu um sorriso.

- Foi de celebração.

veja também