MENU

Dilma não expressou 'mal-estar' a Obama por Líbia, diz assessor

Dilma não expressou 'mal-estar' a Obama por Líbia, diz assessor

Atualizado: Domingo, 20 Março de 2011 as 2:12

O conselheiro de Barack Obama para as Américas, Daniel Restrepo, afirmou que a presidente Dilma Rousseff não expressou mal-estar sobre as operações militares na Líbia durante seu encontro com o presidente dos Estados Unidos neste sábado (19), em Brasíllia. Segundo Restrepo, Obama e Dilma conversaram sobre a questão líbia quando estiveram reunidos no Palácio do Planalto.

"Não houve expressão de mal-estar por parte da senhora Rousseff" em relação à autorização do Conselho de Segurança das Nações Unidas para uma coalizão formada por Estados Unidos, França e outros países atacarem a infraestrutura do regime líbio, afirmou Restrepo.

O caso da Líbia é um dos vários assuntos de política externa nos quais a posição de Brasília e Washington divergem: os Estados Unidos votaram a favor da resolução que autoriza o uso da força para impor um cessar-fogo na Líbia, mas o Brasil absteve-se de votar a resolução.

"Nenhuma inquietação foi expressa por parte de ninguém em relação às diferenças que [Brasil e Estados Unidos] manifestaram durante a votação no Conselho de Segurança", afirmou Restrepo.

Obama autorizou o ataque militar norte-americano à Líbia neste sábado, quando estava em Brasília. Após participação em fórum empresarial, Obama fez um pronunciamento para a imprensa norte-americana, não previsto na agenda, em que anunciou ter autorizado uma "operação militar limitada", sem o uso de soldados em solo.

veja também