Dilma oferece ajuda após estado de calamidade pública em Teresópolis

Dilma oferece ajuda após estado de calamidade pública em Teresópolis

Atualizado: Quarta-feira, 12 Janeiro de 2011 as 3:13

Após a decretação de estado de calamidade pública em Teresópolis , na Região Serrana do Rio, o governador Sérgio Cabral entrou em contato, nesta quarta-feira (12) com a presidente Dilma Rousseff. Por determinação dela, o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, vai sobrevoar a região nesta tarde.

De acordo com a assessoria do Palácio do Planalto, Dilma também telefonou nesta quarta para o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, para colocar os ministérios da Integração e da Defesa à disposição do estado. Segundo a assessoria, o governo já disponibilizou medicamentos e recursos da Defesa Civil para atendimentos emergenciais em São Paulo e no Rio de Janeiro.

De acordo com o governo do Rio, a União dará todo o apoio ao estado, por meio dos ministérios da Integração Nacional, da Defesa, da Saúde, do Desenvolvimento Social, do Meio Ambiente e dos Transportes.

 

O secretário de Meio Ambiente e Defesa Civil de Teresópolis, Flávio Luiz de Castro, confirmou nesta quarta-feira, que 54 pessoas morreram no município desde que começaram as chuvas na Região Serrana do Rio, na terça-feira (11). Ao todo, o número de vítimas fatais na Região Serrana chega a 63.

Na parte da manhã, o governador já havia orientado todas as secretarias e áreas operacionais do estado para que intensificassem o trabalho que já estavam realizando, por conta das fortes chuvas dos últimos dias, junto aos municípios atingidos.

Nesta quinta-feira (13), Cabral irá à Região Serrana. O governador disse, em nota oficial, que lamenta profundamente a perda de vidas na tragédia e manifesta a sua solidariedade às famílias, inclusive às dos bombeiros que morreram no momento em que se deslocavam, em Friburgo, para cumprir o dever de salvar vidas.    

veja também