MENU

Dilma viaja a São Paulo antes de embarcar para o Paraguai

Dilma viaja a São Paulo antes de embarcar para o Paraguai

Atualizado: Terça-feira, 28 Junho de 2011 as 10:23

A presidente Dilma Rousseff viaja para São Paulo nesta terça-feira (28) para participar de uma premiação a empresas. Dilma passa pela capital paulista antes de embarcar para o Paraguai, onde vai assinar acordo entre o Brasil e o país vizinho.

Dilma tem agenda pesada hoje. A presidente almoça com senadores no Palácio da Alvorada. Depois, às 15h, encontra Luis Alberto Moreno, presidente do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Em seguida, Dilma tem reunião com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

A presidente embarcara para São Paulo às 18h e chega na capital paulista às 19h20. A partir das 20h, Dilma participa da 11ª edição do Prêmio Destaque Agência Estado Empresas.

No evento, Dilma vai acompanhar a premiação das dez empresas de capital aberto que tiveram melhor desempenho em 2010.

Segundo a agenda oficial do Planalto, Dilma embarca às 22h com destino ao Paraguai, onde deve desembarcar às 22h40 de hoje.

Viagem

Dilma desembarca no Paraguai após cancelar a viagem duas vezes. A primeira viagem foi cancelada porque o Congresso não havia aprovado o acordo que revia o valor pago pelo Brasil pela energia excedente de Itaipu. Na segunda vez, a viagem de Dilma foi adiada por recomendações médicas, já que a presidente se recuperava de uma pneumonia.

A viagem da presidente tem como intenção começar a mudar a relação com o Paraguai. A meta, depois de dobrar o valor pago pela energia de Itaipu Binacional e de acertar o início das obras da linha de transmissão da hidrelétrica até a capital paraguaia, é começar a explorar as perspectivas e investimentos e negócios como país vizinho. Os acordos que vão ser assinados são parcerias que miram a melhora da infraestrutura do Paraguai.

Agora, Dilma vai aproveitar a Cúpula do Mercosul para uma reunião bilateral com o presidente paraguaio, Fernando Lugo. A intenção é acertar para breve missões empresariais ao Paraguai. Com a construção da linha de energia e o país crescendo acima de 10%, como no ano passado, o interesse brasileiro pelas oportunidades de negócios foi aguçado. Agricultura, obras de infraestrutura e fábricas de diversas áreas podem render negócios para os empresários brasileiros.

A avaliação do governo é que o Paraguai precisa de investimentos e o Brasil pode ter retorno com as oportunidades no país vizinho. Ao mesmo tempo, com a retirada do problema Itaipu do caminho, a conversa agora passa a ser, dizem os diplomatas, "entre adultos".

veja também